segunda-feira, 24 de novembro de 2014

* * * * * * * * 6ª Caminhada da Época 2014 / 2015 * * * * * * * * _______Trilhos do Leitão 2 . Dia 19 de Novembro_______




Álbuns de Fotos:
Maria Luz Fialho
Luis Martins
Maria Ceu Fialho
Fortunato de Sousa
Júlia Lombao (O regresso)
Manuel Reis
Gabriela Bentes
Data do Encontro: 19/11/2014
Local: Negrais Sintra
Percurso: 9kms - 2H30M horas
Organizadores: Vítor Gonçalves
Presentes (37): – Amílcar Queiroz, Angelina Martins, António Clemente, António Dores Alves, António Palma, Carlos Penedo, Carlos Evangelista, Carmen Firme, Fátima Libânio, Fortunato Sousa,  Gabriela Bentes, Gilberto Santos,  Graça Sena, João Duarte, João Figueiredo,  Júlia Evangelista, Lina Fernandes, Lúcio Libânio, Luis Fernandes, Luis Martins, Luisa Clemente,  Lurdes Clara, José Clara, Manuel Garcia, Manuel Pedro, Manuel Reis, Margarida Serôdio, Margarida Graça, Maria da Luz Fialho, Maria do Céu, Maria do Céu Fialho, Miguel Cardoso, Octávio Firme, Quinita Sousa, Rogério Matias,  Teresa Palma, Vítor Gonçalves.
Almoço: Negrais. "O Caneira"  (Tel. 219670905)
Próxima Caminhada: Dia 3 de Dezembro (organiza Virgílio Vargas)
Reportagem:
A mudança da anunciada caminhada de Alverca para Negrais, que seria organizada pelo Miguel Cardoso, deveu-se ao surto de “legionella” naquela região, que felizmente parece estar debelado.
Apesar  das condições meteorológicas adversas, pois por informação do IPMA, choveu mais nos dias 19 e 20/11, que a metade da média dos últimos meses de Novembro dos 10 anos anteriores. Mesmo assim, o grupo caprichou em cumprir o objetivo do dia, ou seja: CAMINHAR. Assim, depois das habituais fotos, os 33 caminhantes iniciaram a caminhada por percurso alternativo, pois o principal não estava em condições devido à chuva dos dias anteriores.
 Após algumas considerações sobre o percurso e restantes actividades programadas feitas pelo organizador , lá foram os intrépidos caminhadeiros, pata na poça, poça na pata , cumprir o fim a que se tinham proposto.
Às 13H já estavam os 33 caminhadeiros caminhantes e os 3 caminhadeiros que por razões várias não tiveram o prazer de caminhar, sentados à mesa prontos para a tarefa seguinte: acabar com os queijos frescos, os pezinhos, os rissóis, o leitão e as sobremesas. Já com o almoço em andamento, tivemos a grata surpresa da visita do recém operado Carlos Evangelista, da Margarida Graça e da Júlia Evangelista que se juntaram ao grupo. De realçar o cartaz que o Carlos empunhava, onde num dos lados se podia ler o seu sentimento pelo grupo ‘Os Caminhadeiros’, e no outro um fotografia das 3 pedras retiradas na cirurgia a que foi submetido e que foram a causa do seu afastamento dos eventos caminhadeiros durante largos meses.
A parte cultural constou de uma visita previamente marcada pelo caminhadeiro Miguel Cardoso ao Museu do Ar na Granja do Marquês, para delícia dos caminhadeiros que de alguma forma estiveram ligados aos aviões e helicópteros expostos ou então aos lugares onde estes aparelhos foram utilizados.
A ultima parte do programa como habitualmente, constou do tradicional chá tomado desta vez em Pero Pinheiro, que precedeu a despedida e o regresso dos caminhadeiros às suas casas.
Saudações Caminhadeiras em passada apressada até ao Maranhão,

VG

6 comentários:

Fortunato de Sousa disse...

Muitas vezes não temos a noção das dificuldades que é preciso vencer, quando temos de pôr em prática um projecto com o factor tempo a jogar contra nós. Foi isto que aconteceu desta vez ao organizador do 6º evento caminhadeiro da época. Quando se decidiu anular o local da caminhada e foi necessário encontrar uma alternativa, faltavam apenas 6 dias para planear todo o programa inerente ao evento. Mesmo com a experiência acumulada ao longo destes 8 anos, era um desafio complicado. Mais ainda porque as previsões meteorológicas não abonavam nada em favor do organizador (desta vez nem S. Pedro se mostrou cooperante). Valeu sim a colaboração do Miguel Cardoso na marcação da visita cultural ao Museu do Ar.
Tudo isto para reconhecer o excelente trabalho posto em prática pelo nosso amigo 'Caminhadeiro Mor' Victor Gonçalves, que teve de se deslocar por 3 vezes ao local onde realizámos o percurso num verdadeiro contra relógio.
Depois foi o que todos podemos testemunhar: Percurso adequado tanto em extensão como em índice de dificuldade, almoço de leitão 5 estrelas, visita cultural e chá de final de dia de muito boa qualidade.
Agora veio a reportagem sintetizada como o Victor costuma redigir e para já fotos e um pequeno filme com o nosso ministro das finanças a contar o guito como ele gosta de fazer.
Decerto mais alguns álbuns ainda aparecerão, para complementar esta chuvosa jornada caminhadeira, que ficará também marcada pelo regresso do nosso amigo Carlos Evangelista às lides caminhadeiras.
Saudações Caminhadeiras em passada lenta a caminho da 7ª no meu Alentejo,
Fortunato de Sousa

LM disse...

Esta caminhada na zona de Negrais já tinha como tradição a presença da chuva: recordam-se de 09 de Nov. de 2011? Pois, também nessa caminhada há precisamente (quase) três anos a chuva também esteve presente embora muito mais contida: eu até consegui apanhar (fotograficamente falando, claro!) uns caracolitos trapezistas; o que não arrisquei este ano. Mas o que se pode concluir desta caminhada é que não é a chuva que faz parar os caminhadeiros. Ainda que não houvesse quaisquer dúvidas acerca disso.
Fizemos nove quilómetros sem dar por tal: talvez estivéssemos focados em ultrapassar as poças, talvez estivéssemos a tentar deixar a chuva para trás, talvez o cheiro a leitão nos estivesse a excitar a passada, talvez... talvez... O que é certo é que se tivessem sido mais dois ou três quilómetros quase nem se daríamos por eles. Quanto ao almoço foi o habitual: talvez alguns não apreciem lá por aí além mas outros, como eu, gostam muito. OH. Se gostam! Na noite anterior à caminhada ainda me lembrei de levar um tupperware para trazer dois pedacitos de leitão para o Gil mas de manhã, por causa da chuva e do que ela nos estava a preparar, esqueci-me totalmente disso. Desculpa, Gil!
Quanto à visita ao Museu do Ar só posso dizer que adorei: eu que nem sou um aeronauta sempre fiquei fascinado pelas máquinas voadoras e pelos ‘seus malucos’. E pelas brumas que envolvem as suas histórias.
Um obrigado a todos os presentes habituais e àquele (CEF) que vai voltar ao nosso convívio pelos excelentes momentos vividos nesse dia.
AM e LM.

Gil A F Furtado disse...

Luís, estás desculpado. E parece-me que vou ter que desculpar todos os outros, tanto os que moram longe como os que habitam perto. Não obstante o pedido claramente expresso no meu "post" das 14:01 do passado dia 17, costelinhas de leitão nem uma, quanto mais "posta"!
Fico a pensar que vocês, queridas amigas e caros amigos, são amigos do leitão, sem dúvida, mas também da onça. Oxalá me engane...

Mas importante é que tenham caminhado e gozado, e muito bem almoçado, embora o grupo tenha ficado todo molhado - e espero que não constipado.

Um pouco desconsolado se despede o

Gil Furtado

DoCeu disse...

Amigo Fortunato,
só quem andar muuuuuito distraído ou não tiver experiência de organização de eventos colectivos (não sei se isto poderá ser considerado pleonasmo...) não se aperceberá da trabalheira que estas coisas dão (ainda por cima com emendas e reemendas!) e não ficará imensamente grato por isso!
Um grande viva, pois, a todos os organizadores e reorganizadores!

M. Céu Fialho

Miguel Cardoso disse...


Parece-me que já tudo foi dito sobre a atribulada preparação da última jornada (6ª Caminhada da época), mas não queria deixar de tirar o chapéu ao n/ companheiro e amigo Caminhadeiro-mor V. G., pela maneira expedita com que descalçou a bota, ao proporcionar a realização da mesma, apesar de todos os imponderáveis com que foi confrontado.
Saudação especial à presença inesperada durante o almoço, do amigo Caminhadeiro C. E., que seja p/ breve o seu regresso às jornadas quinzenais do grupo.

*escrito de acordo com antigo acordo ortográfico

Saudações Caminhadeiras,
Miguel Cardoso

M Gabriela Bentes disse...

Faço minhas as palavras de todos.
Mesmo com tanta chuva - bela caminhada - Fantástico almoço - Tudo bom!!!
Beijinho Victor