quinta-feira, 5 de março de 2015

* * * * * * * 13ª Caminhada da Época 2014 / 2015 * * * * * * * ___De Novo na Tapada de Mafra___Dia 04 de Março ___




Albuns de Fotografias
Data do Encontro: 04/03/2015
Local: Tapada Nacional de Mafra
Extensão e duração do percurso: 08, 000 kms – 02:30 hoas
Caminhantes:(32) Angelina Martins; António Dores Alves; Carlos Evangelista; Carlos Penedo;  Carmen Firme; Cidália Marta; Fortunato de Sousa; Graça Sena; João Costa; João Figueiredo; José Clara; Quinita de Sousa; Lídia Albuquerque; Lina Fernandes; Luís Fernandes; Luís Martins; Luísa Clemente; Lurdes Clara; Manuel Garcia; Manuel Pedro; Manuel Reis; Maria do Céu Esteves; Maria do Céu Fialho; Maria da Luz Fialho; Margarida Graça; Miguel Cardoso; Nela Costa; Octávio Firme; Odete Vicente; Pedro Albuquerque; Rogério Matias; Teresa Palma.
ao Almoço:(4) António Clemente; Gabriela Bentes; Gil Furtado; Virgílio Vargas.
Almoço: Picnic no Parque de Merendas da Tapada Nacional de Mafra
Chá: Fábrica de Trouxas da Malveira
Próxima Caminhada: 18/03/2015
Reportagem: O ouro que chegava a rodos do Brasil nos inícios do século XVIII, permitiu ao rei vigente “D. João V - o Magnânimo” (com os bolsos recheados de guito qualquer um é generoso) os maiores devaneios e uma enorme criatividade, de modo a esbanjar grande parte do dinheiro proveniente da venda do precioso metal. Prova disso, foi a construção do Palácio Nacional de Mafra, em virtude de uma promessa que fizera à rainha sua mulher, caso esta lhe desse descendência. Com os trocos que lhe sobraram, ainda criou em final do seu reinado a Tapada Nacional contígua ao Palácio. Com uma área de 1187 hectares, tinha como objectivo ser uma zona de lazer vocacionada para a caça e entretenimento da família real e da nobreza.
Convém dizer que este abastado rei não ficou apenas conhecido pela sua faceta magnânima, mas também pelo “Rei Sol Português” e ainda pelo “Rei Freirático” ou simplesmente “ O Papa Freiras”. Para quem dúvidas tiver da sua gula carnal eclesiástica feminina,  perguntem a quem sabe, de onde vem a fama da marmelada de Odivelas e do pudim da madre Paula.
Depois desta breve introdução e de um pouco de má lingua que tão bem caracteriza o nosso nobre povo, vamos ao que nos interessa que é a magnífica jornada caminhadeira realizada ontem na Tapada de Mafra.
Das 35 inscrições formalizadas nos comentários da convocatória, tivemos na hora da verdade 34 presenças e umas pequenas alterações: A Júlia Costa e o Virgílio Vargas não poderam comparecer, mas o Pedro Albuquerque veio acompanhado da Lídia. O António Clemente que se apresentou lesionado na mão direita e o pseudo caminhadeiro Gil Furtado, ainda iniciaram a caminhada, mas passado algum tempo acharam por bem regressar ao ponto de partida.
Portanto, só 32 sortudos Caminhadeiros tiveram oportunidade de desfrutar da beleza embriagante da paisagem, e do Sol aberto que nos ia aquecendo o corpo e iluminando a alma. Bastava ouvir as conversas e olhar o semblante dos participantes, para  deduzir que tudo tinha que resultar num grande dia Caminhadeiro.
Mais ou menos a meio do percurso, veio o Luís Fernandes comunicar que o nosso Caminhadeiro Mor Victor Gonçalves tinha enviado uma mensagem a desejar a todos uma boa caminhada. Obrigado Victor, gritou em uníssono o grupo. - E o Gilberto não veio porquê, perguntou alguém. - Ah, o Gil está de férias lá muito longe, mas acho que para a próxima já cá está. – Bem, é que o lugar dele na frente do grupo está a ser muito bem representado pelo Octávio Firme. – Pois é, não sei qual o mistério, mas o Firme agora não sai do pelotão da frente. – Perguntem à Carmem que ela diz o segredo, disse em tom também ‘firme’ uma voz feminina.
Era meio dia e meia hora quando terminámos o percurso verde da Tapada de Mafra. À nossa espera, lá estavam o Gil e o António Clemente, mas já com a companhia pré anunciada do Virgílio Vargas e da presença surpreendente da nosso amiga Gabriela Bentes.
Agora, era chegada a hora de confirmarmos se as cestas de verga com almoço tipo picnic acabado de chegar, estavam de acordo com o que tinha sido transmitido aos organizadores. À cautela, como entrada, foram servidas bebidas frescas e uns tapas simples não fosse o diabo tecê-las. As Caminhadeiras e os Caminhadeiros iam retirando as várias caixinhas dos cestos e as expectativas foram totalmente ultrapassadas quando terminou o animado repasto picniqueiro.
Com pena nossa e talvez delas, não tivemos a companhia das manas Fialho no restante programa do dia, pois tiveram que se ausentar após o almoço.
Segiu-se a visita à Tapada em viatura apropriada. O mau estado do caminho, permitiu balançar as pedras renais dos que desse mal sofrem ou mesmo eliminá-las de todo. O condutor que ao mesmo tempo serviu de guia, ia-nos dando conhecimento da variedade de fauna e flora que ia-mos encontrando e das áreas periféricas.
Segiu-se aquela que foi a cereja em cima do bolo do programa do dia. Uma exibição de aves de rapina muito bem conduzida pelo falcoeiro Isidro Santos. A exibição da coruja das torres e a envergadura e rara beleza da coruja da Lapónia encantaram a audiência. Quanto à águia, o seu comportamento exibicionista foi visto e avaliado de modo diferente, de acordo com a côr clubista do avaliador. Faltou aqui a presença do Caminhadeiro João Duarte, que com a neutralidade que o caracteriza neste contexto, seria a figura ideal para arbitrar o diferendo.
Terminado o programa na Tapada, seguimos até à Malveira, onde nos esperava um chá quentinho acompanhando as típicas trouxas de ovos desta terra saloia.
E foi assim que terminou o programa da 13ª caminhada da época 2014 / 2015.
Saudações Caminhadeiras em meu nome e da minha colega e amiga organizadora Odete Vicente,

Fortunato de Sousa

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

* * * Convocatória - 13ª Caminhada da Época 2014 / 2015 * * * ____De Novo na Tapada de Mafra____ Dia 04 de Março____

Convocam-se os Caminhadeiros para a 13ª caminhada da época, que desta vez terá lugar na Tapada Nacional de Mafra.
Os organizadores Odete Vicente e Fortunato de Sousa, estão a trabalhar no sentido de vos proporcionar uma interessante jornada caminhadeira, num local já visitado pelo nosso grupo em Outubro de 2008.
Programa do dia:
09: 30 horas – Concentração na recepção da 'Tapada Nacional de Mafra' (Portão do Codeçal)
Coordenadas GPS: 38º 57' 53'' N – 9º 18' 09'' W
10: 00 horas – Início da Caminhada (percurso de 8 kms, dificuldade média baixa)
13: 00 horas – Almoço tipo piquenique no parque de merendas da Tapada (a cargo da organização)
15: 30 horas – Visita à Tapada Nacional de Mafra em transporte motorizado
17: 00 horas – Chá de final de dia
Os interessados em participar no evento, devem fazê-lo como é hábito através dos comentários desta convocatória até às 12: 00 horas da próxima Segunda-Feira dia 02.
Saudações Caminhadeiras,


Fortunato de Sousa                 

domingo, 22 de fevereiro de 2015

* * * * * * * * 12ª Caminhada da Época 2014/2015 * * * * * * ** __Trilhos do Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo__ Dia 18 de Fevereiro




Albuns de Fotos:
Miguel Cardoso
Fortunato de Sousa
Gabriela Bentes
Dores Alves
Carlos Evangelista
Manuel Reis
Luis Martins
Data do Encontro: 18/02/2015
Local: Alverca do Ribatejo
Percurso: 13 kms em 3 horas
Organizador: Miguel Cardoso
Caminhantes: (33) André Correia; Angelina Martins; António Dores Alves; António Palma; Armando Lourenço; Carlos Evangelista; Carlos Penedo; Fátima Libânio; Fortunato de Sousa; Gabriela Bentes; Gilberto Santos; Graça Sena; João Costa; João Duarte; João Figueiredo; José Clara; Quinita de Sousa; Lúcio Libânio; Luís Fernandes; Luís Martins; Lurdes Clara; Manuel Garcia; Manuel Pedro; Manuel Reis; Maria do Céu; Nela Costa; Octávio Firme; Odete Vicente;  Rogério Matias; Teresa Palma; Virgílio Vargas; Vítor Gonçalves e o organizador.
Não Caminhantes: (1) Gil Furtado
Almoço e chá de fim de dia: Restaurante “Os Magníficos”-Alverca do Ribatejo
Próxima caminhada: 04/03/2015 (Organizadores: Odete Vicente/Fortunato de Sousa)
Reportagem:
Com uma pontualidade exemplar, apanágio deste grupo, a concentração teve lugar no parque de estacionamento do Alverca Park para mais uma jornada caminhadeira, desta vez em terras ribatejanas, na margem direita do estuário do rio Tejo entre Alverca do Ribatejo e a Póvoa de Santa Íria e vice-versa.
Após a foto de grupo para a posteridade e antes do início da caminhada, o nosso amigo Caminhadeiro Carlos Evangelista, mais uma vez nos surpreendeu, desta feita, com a oferta de um brinde mistério a cada um dos presentes, um magnífico pin com a figura estilizada do nosso Santo Padroeiro S. Pedro, o qual também nos brindou, com um lindo dia para a prática caminhadeira.
Com algum frio, próprio da época, mas aquecidos com um Sol maravilhoso cumpriram os Caminhadeiros a 1ª etapa da jornada.
Durante o percurso com uma extensão de aproximadamente 6,5 Km., pudemos observar que uma grande parte do mesmo, foi outrora local de grande actividade salineira e a restante, ainda com actividades piscatórias exercidas pela Comunidade Avieira local.
Seguiu-se o almoço de excelente qualidade e esmerado serviço, no restaurante “Os Magníficos”, na cidade de Alverca.
Durante o repasto e embora ausentes deste evento, foi recebida e agradecida uma calorosa mensagem de felicitações enviada pelas manas Fialho. É assim o espírito deste grupo Caminhadeiro.
Como programado, seguiu-se a parte cultural que constou de uma visita guiada ao Museu do Ar, pólo de Alverca, onde as velhas e gloriosas máquinas voadoras expostas, despertaram grande interesse por parte dos presentes.
Cumpriu-se a última etapa da nossa jornada, com o habitual chá de fim de dia no mesmo local onde nos foi servido o almoço.
Agradeço encarecidamente a todos os que participaram nesta jornada.
Completará certamente esta minha breve reportagem, todas as magníficas imagens captadas pelos nossos exímios repórteres fotográficos de serviço.

Agradecimentos:
Ao Sr. Manuel Andrade e respectivos colaboradores do restaurante “Os Magníficos” pelo seu esmerado serviço.
Aos Sargento-mor Sr. Pacheco e Cabo Adjunto Sr. Ricardo Caeiro pela atenção que nos foi dada durante a visita ao Museu do Ar de Alverca.
Saudações Caminhadeiras,

Miguel Cardoso

* Escrito de acordo com a antiga ortografia.

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

* * * Convocatória - 12ª Caminhada da Época 2014 / 2015 * * * __Trilhos do Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo__ _______________Dia 18 de Fevereiro_______________

Convocam-se os Caminhadeiros para mais uma caminhada da época, desta vez a 12ª.
O percurso com uma distância equivalente a 2, 5 horas caminhando em terreno plano, terá um indíce de dificuldade baixo e desenvolver-se-á em terras ribatejanas, na margem direita do estuário do Tejo, entre Alverca do Ribatejo e a Póvoa de Santa Iria e vice-versa.
Programa:
09:15 horas – Concentração no parque de estacionamento do Alverca Park (AKI; Pingo Doce; Sea Side; etc.) (38º 53’ 8” N); (9º 2’ 49,7” W)
13:00 horas – Almoço
15:30 horas – Visita cultural
17:00 – Chá de final de dia
Como Chegar:
Quem vem pela A1/CREL
  • Sair no nó de Alverca em direcção a Alverca
  • Na 3ª rotunda (Bombas de combustível do Jumbo à direita), abandonar a mesma na 2ª saída em direcção à Zona Comercial
  • Na rotunda seguinte, abandonar a mesma na 4ª saída em direcção ao parque de estacionamento do Alverca Park
Quem vem pela Nacional Nº 10 (Direcção Lisboa – V. F. De Xira)
  • Na 1ª rotunda, após os ADP Fertilizantes à direita, abandonar a mesma na 1ª saída em direcção a V. F. De Xira
  • Na rotunda seguinte, abandonar a mesma na 1ª saída em direcção ao parque de estacionamento do Alverca Park
Quem vem pela Nacional Nº 10 (Direcção V. F. De Xira –Lisboa)
  • À saída de Alverca e após os últimos semáforos, abandonar a Nacional Nº 10 em direcção à A1; A8; A9 e A10
  • Na 1ª rotunda abandonar a mesma na 3ª saída em direcção a Alverca
  • Na 2ª rotunda (Bombas de combustível do Jumbo à direita), abandonar a mesma na 2ª saída em direcção à Zona Comercial
  • Na rotunda seguinte, abandonar a mesma na 4ª saída em direcção ao parque de estacionamento do Alverca Park
Os interessados em participar no evento, devem fazê-lo através dos comentários desta convocatória até ao final de Domingo dia 15 de Fevereiro.
Saudações Caminhadeiras a caminho de terras de “Avieiros e Marnotos”.
Boa viagem,
Miguel Cardoso

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

* * * * * * * * 11ª Caminhada da Época 2014 / 2015 * * * * * * * * ___ A Folia do Amor Torres Vedras . Dia 04 de Fevereiro ___




Álbuns de Fotos:
Maria do Céu Fialho
Miguel Cardoso
Dores Alves
Luis Martins
Maria da Luz Fialho
Data do Encontro: 04/02/2015
Local: Torres Vedras– Folia do Amor
Percurso:  - 09, 600 kms - 03: 00 Horas
Caminhantes: (32) Angelina Martins; Carlos Penedo; Céu Fialho; Cidália Marta; Dores Alves; Fortunato Sousa; Gilberto Santos; João Costa; João Duarte; João Figueiredo; Júlia Costa; Kinita de Sousa; Lídia Albuquerque; Lina Fernandes; Luís Fernandes; Luís Martins; Lurdes Clara; Luz Fialho; Manuel Garcia; Manuel Pedro; Manuel Reis; Margarida Serôdio; Maria do Céu; Miguel Cardoso; Nela Costa; Octávio Firme; Odete Vicente; Pedro Albuquerque; Rogério Matias; Teresa Palma; Vitor Gonçalves; Zé da Clara.
Não Caminhantes: (2) Gil Furtado; Virgílio Vargas.
Organizador: Rogério Matias
Almoço: Restaurante ‘O Páteo do Faustino’ - (tel. 261.324.346)
Próxima Caminhada: 18/02/2015 – (Miguel Cardoso)
Reportagem:
Caras Amigas e Amigos Caminhadeiros,
Porquê a “Folia do Amor”, como título desta caminhada? Sabem a reposta? Não devem saber, por isso, aqui está ela:
Simplesmente, porque o Carnaval está no ar...
Foi com este espírito de festa e depois do “porto break” oferecido pela pastelaria Flôr, que inciámos mais uma caminhada, apesar de não haver nenhuma Columbina, nem Arlequim nem Pierrot, mas houve outras fantasias muito mais bonitas e interessantes.
Fomos acompanhados durante os 9 kms pelo nosso amigo Luís Sérgio, experiente e conhecedor de muitos percursos pedestres, assim os Caminhadeiros mais “rápidos” não puderam tomar a dianteira.
Não haja dúvida, que S. Pedro, esteve a nosso favor! Esta uma manhã gloriosa, de uma claridade deslumbrante, com um leve toque a Primavera. A luz do dia era dourada e habitava, num céu azul fortíssimo, o ar estava muito limpo e transparente como nunca. Pude sentir, o Sol batendo na minha pele. Tive umaa vontade enorme de gritar em alto e bom som: ....... Mas que dia lindo e maravilhoso que vamos ter nesta caminhada!
A terra, abria-se à nossa frente, em espaços amplos e vastos, para ouvir os nossos passos, cadenciados, ao ritmo da caminhada.
O rio de perto, transmitia-nos a sua paz, numa valsa sinuosa e enérgica. Estava vestido de côr barrenta e dava morada às areias, que se perderam nas esquinas do tempo e da solidão... Palavras para quê? ... Esta perfeição, só poderia ter um nome... NATUREZA!
Chegou a hora do repasto, no restaurante “O Páteo do Faustino” com um bom serviço profissional, acolhedor, confortável, comida bem confecionada, penso que foi do agrado de todos. Não estou habilitado a falar do vinho, mas gostei muito.

Após o almoço, fomos agraciados com a companhia e a sabedoria do nosso já conhecido guia cultural Paulo Ferreira, que nos levou a visitar o Castelo da cidade de Torres Vedras, que mais uma vez nos brilhou com os seus conhecimentos numa explanação claríssima, o que é de louvar. Para os mais interessados, foi mais um momento enriquecedor.


Em seguida visitámos o Monumento ao Carnaval de Torres, Carnaval mais português de Portugal, onde fizemos uma foto de grupo. Devido ao adiantado da hora, não foi possível terminar a visita cultural.
E o chá? Foi bom, não foi? Gostaram? Eu gostei muito, foi o máximo.
A viagem chegou ao seu términus e o fim da tarde afaga os nossos corações, com as lembranças, que já espreitam o cantinho aconchegnte da nossa MEMÓRIA.
Parabéns às “fantasias” premiadas.
Como é reconfortante ter amigos como vocês.
BEM HAJAM
Rogério Matias (Roger)
Estaremos de volta a 18 de Fevereiro
Vive o melhor de ti.
Agradecimentos:
Ao Pedro dono do restaurante “O Páteo do Faustino” pelo excelente serviço e disponibilidade.
Câmara Municipal de Torres Vedras (CMTV) nas pessoas de:
Dra Ana Umbelino vereadora da cultura, pela sua simpatia;
Dra Marta, pelouro da cultura, pelo apoio prestado;
Paulo Ferreira, Guia Turístico da CMTV pelos seus conhecimentos profundos da história da cidade de Torres Vedras, simpatia e disponibilidade;
Luís Sérgio, nosso Guia Pedestre da ATV-Académico de Torres Vedras pela sua disponibilidade, simpatia e dedicação. O ATV está a celebrar o seu vigésimo aniversário. Visita a página e faz-te sócio (associação sem fins lucrativos).
Pastelaria Flôr, na pessoa da D. Leonor, que amavelmente nos presenteou com uma excelente tarte de amêndoa, um miminho que muito nos agradou.

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

* * * * Convocatória 11ª Caminhada da Época 2014 / 2015 * * * * ___A "Folia do Amor" . Torres Vedras . Dia 04 de Fevereiro___

CAMINHADA A “FOLIA DO AMOR”
em
Torres Vedras

  Distancia:  Equivalente a 2.5h a andar em terreno plano.

  Programa:
  9h40  - Concentração no mesmo local do ano passado
  (GPS: N  39º 5',36 54" - W 9º 15',54 21")
  13h10 - Almoço
  15h10 - Visita Cultural
  17h10 - Chá

 Como chegar:
 Para quem conhece Torres Vedras:
 Parque estacionamento  expotorres(Campo da Varzea)

 Para quem vem pela A8:
 Deixar A8 na pela Saída sul
 Após portagem seguir pela nacional em direcção a T. Vedras, na primeira  rotunda  virar à    esquerda na direcção S. Cruz. Passar 4 rotundas (a última tem o supermercado Aldi  no  lado  esquerdo) um pouco mais à frente, à  sua direita encontrará o parque de estacionamento da  expotorres.

 Para quem vem Pela Nacional
 Na primeira rotunda ao entrar em Torres Vedras virar à  esquerda  na direcção S. Cruz  
 Passar 4  rotundas ,(A última tem o supermercado Aldi  no  lado esquerdo) um pouco mais à  frente, à sua direita encontrará o parque de estacionamento da expotorres.

 As inscrições devem ser efectuadas através dos comentários desta mensagem até ao final  do dia da próxima Segunda-Feira dia 2.

À semelhança do ano passado, devem os Caminhadeiros ir equipados de acordo com a época festiva carnavalesca. A criatividade de cada um será o factor mais importante para um dia bem disfarçado.

Boa viagem e Saudações Caminhadeiras em passada de Folia Carnavalesca,

Rogério Matias

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

* * * * * * * * 10ª Caminhada da Época 2014 / 2015 * * * * * * * * Os Caminhadeiros na Batalha "Percurso PR1 Mata do Cerejal"



Local: Alcanadas
Percurso: 8 Km
Caminhantes: (32) Amilcar Queiroz; Angelina Martins; António Clemente; António Palma; Pedro Pedrosa, digo, Carlos Evangelista; Carlos Penedo; Carmen Firme; Céu Fialho; Dores Alves; Fátima Libânio; Fortunato Sousa; Gabriela Bentes; Gilberto Santos; Graça Sena; João Figueiredo; Lina Fernandes; Lúcio Libânio; Luís Fernandes; Luís Martins; Luísa Clemente; Lurdes Clara; Luz Fialho; Manuel Garcia; Manuel Pedro; Maria do Céu; Miguel Cardoso; Octávio Firme; Pedro Albuquerque; Quinita Sousa; Rogério Matias; Vitor Gonçalves; Zé Clara
Só ao almoço: (3) Bernardino; Gil Furtado; Socorro
Organização: Céu Fialho / Luz Lialho
Almoço: Restaurante Dom Duarte
Chá: Pastelaria Arqueiro
Próxima caminhada: dia 4 de Fevereiro | Organiza: Rogério Matias | Dress code: máscara de Carnaval
Reportagem: O dia foi recheado de surpresas. Não a da chuva, claro, que essa ameaçava desde há dias, em vários sites meteorológicos.

Mas, por exemplo, a do novo Caminhadeiro que tinha pedido adesão à confraria dos quilómetros.


Foi com muita alegria que o (re)admitimos.

Nós bem que adiámos o momento da partida, prolongando as fotos em várias poses e indumentárias. Mas, como a chuvinha não despegava, não houve outro remédio senão dar o tiro de partida.

Um dos dois troços mais arborizados apresentou-se logo quase ao princípio, para encanto dos que gostam de musgos, fetos e afins.
Pequenas subidas e descidas, iam suscitando reacções diversas…

Ao fim de uma hora e tal, o sol começou a espreitar e o pessoal animou-se. Tiraram-se abafos, impermeáveis.

É bom ser-se optimista, mas, desta vez, fomo-lo antes de tempo. A passagem pelo ponto mais elevado do percurso, em que a chuva, que já recomeçara, era puxada por um terrível vento gelado, ficará na memória próxima das gentes.

Por esta altura já o pelotão estava completamente fragmentado. As paragens para reabastecimento foram sendo feitas avulsamente, que as circunstâncias não proporcionavam o toque a reunir. E as pedras escorregadias começavam a contabilizar vítimas… Declaradas e documentadas, foram três quedas. Não sabemos se terá havido mais.

No último terço do percurso estava localizada a “Mata do cerejal”, que dá o nome ao trajecto, com direito a placa e tudo. Mas os entendidos não lobrigaram nenhuma cerejeira.

A parte final do passeio, de carácter mais urbano, desenrolava-se já dentro da aldeia de Alcanadas, onde uma fonte se arvorava nem mais nem menos do que o pergaminho de estar situada no local onde a Arca de Noé se imobilizou, depois do dilúvio bíblico!

Depois de nos vermos livres das peças de vestuário mais conspurcadas, lá fomos em cortejo até à Batalha.

A hora do almoço, no restaurante D. Duarte, reservou-nos mais surpresas: o logotipo d’ “Os Caminhadeiros”, em “tamanho natural”, trazido pelo nóvel Caminhadeiro Pedro Pedrosa; e a presença dos amigos Socorro e Bernardino, recém-chegados do Brasil.

Em passada vagarosa, fomos até ao Museu da Comunidade Concelhia da Batalha, que ocuparia a parte cultural do dia.
Deparámo-nos com um museu que, não obstante a sua modesta dimensão, entusiasmou os circunstantes – peças de muita qualidade, valorizadas também pela maneira como estão expostas, conteúdos audiovisuais de grande didactismo, e uma grande atenção às questões da acessibilidade ao público com deficiência.
Para o agrado dos visitantes contribuiu em muito o empenho da jovem guia, Emilie Pereira.

Na pastelaria “Arqueiro” adoçámos a boca à hora do chá e fizemos as despedidas até daqui a quinze dias.

Saudações caminhadeiras
Céu Fialho

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

* * * Convocatória - 10ª Caminhada da Época 2014 / 2015 * * * Os Caminhadeiros na Batalha "Percurso PR1 - Mata do Cerejal" Dia 21 de Janeiro

Convocam-se os Caminhadeiros para participar na 10ª Caminhada da época, com o seguinte programa:
De manhã, iremos fazer o percurso da Mata do Cerejal (Batalha)
Tipo de percurso: circular
Sinalização: em toda a extensão do percurso
Extensão: 9,5 km
Dificuldade: média (meia dúzia de subidas e de descidas, umas mais exigentes que outras, mas nenhuma dramática)
Duração: +/- 3h
Hora de encontro: 9h30
Ponto de encontro e de partida: Aldeia de Alcanadas, junto às capelas de S. Mateus e da Senhora do Ó; coordenadas GPS: N 39° 38' 6.36" W 8° 47' 55.8954"

Como chegar :

 A1, saída 8 e em seguida, N 356, na direcção de Reguengo do Fetal  (a aldeia de Alcanadas é depois do R. Fetal) | 139 km | 1h30 

ou:

- A1, saída 8
- Ao sair da A1, tomar a via da esquerda (indicação Mosteiro de Alcobaça )
- Na rotunda que se apresenta, tomar a 3ª saída ( N357, direcção de Leiria e outras )
- Após 4,2 km, em nova rotunda virar duas vezes à direita ( indicação "Batalha" )
- Seguir o IC9 durante 11 Kms
-Tomar a saída 6
- Virar à direita ( Reguengo do Fetal )
  Logo depois há uma indicação ( seta à direita ) para Alcanadas. Virar aí
- Após 1,5 Km, no entroncamento virar à direita
- Mais 400 mts  e avista-se à esquerda a Capela da Sra do Ó.  Ponto De Encontro. 

Estacionamento no ponto de encontro: não abunda, mas ainda dá para meia dúzia de carripanas
O almoço e o lanche serão no Restaurante Dom Duarte, em frente ao Mosteiro da Batalha
Estacionamento: próximo, no parque dos autocarros, junto do Mosteiro, (grátis); de qualquer forma, o preço do estacionamento, na Batalha, é irrisório.
De tarde visitaremos o Museu da Comunidade Concelhia da Batalha (no centro da Batalha, vai-se a pé)
Inscrições, como de costume, até ao final de domingo (dia 18)

Saudações caminhadeiras, em passada batalhadora,

Céu Fialho / Luz Fialho

domingo, 11 de janeiro de 2015

* * * * * * * * 9ª caminhada da Época 2014 / 2015 * * * * * * * * Cais do Sodré a Algés pela Margem do Tejo . Dia 07 de Janeiro




Álbuns:
Maria do Céu Fialho
Fortunato de Sousa
Maria da Luz Fialho
Gabriela Bentes
Dores Alves
Data do Encontro: 07/01/2015
Local: Lisboa - Docas
Percurso: 10,000 Kms - 02: 30 Horas
Caminhantes: (21)
António Clemente; Carlos Penedo; Céu Fialho; Dores Alves; Fortunato Sousa; Ilda Poças *; João Duarte; Lina Fernandes; Luís Fernandes; Luísa Clemente; Luz Fialho; Manuel Garcia; Manuel Pedro; Maria do Céu; Manuel Reis; Octávio Firme; Odete Vicente; Quinita Sousa; Rogério Matias; Teresa Palma; Vitor Gonçalves;
* – Só caminhou
Só ao Almoço (5): Gabriela Bentes; Gil Furtado; Luís Martins; Margarida Graça; Zé Clara;
Só na parte Cultural: Teresa Alves
Organizador: Quinita de Sousa / Fortunato de Sousa
Almoço: Restaurante Caravela d' Ouro (Tel: 21.811.4359)
Próxima Caminhada: Dia 21 de Janeiro - Organiza: Céu Fialho / Luz Fialho
 Reportagem:
'O grupo com o frio encolheu'. Foi desta maneira que a Maria do Céu Fialho caracterizou o grupo reduzido de Caminhadeiros que participaram na 1ª caminhada do ano da graça de 2015. Quando a média de participantes nos últimos tempos variou entre as 30 e 40 participações, não haja dúvida que o frio de Janeiro fez encolher o grupo. E quando referimos o frio de Janeiro, estamos a falar das gripes e constipações que atacam todos os cidadãos nesta época do ano, sejam eles ou não Caminhadeiros.
Mesmo assim, com todas estas contrariedades, às nove e meia da manhã com uma temperatura a rondar os 8 graus centígrados no Largo do Cais do Sodré, ainda conseguimos concentrar 21 destemidos Caminhadeiros. Alguns deles ou a maioria já tinham antes ido a Algés estacionar os carros, pois a caminhada era aí que terminava.
Portanto, a estação dos comboios do Cais do Sodré serviu para nos abrigar do frio, e o cafézinho quente ali tomado ajudou a aquecer os motores dos participantes na caminhada.
Primeira surpresa do dia foi a visita inesperada da nossa amiga Graça Sena, que aqui se deslocou propositadamente para nos convidar a tomar uma bebida quente e ser ela a pagar a mesma. A razão para tal, é que tinha algo para celebrar e a impedira de vir à caminhada. Tinha a ver com a data 7 de Janeiro, dia em que o Sr. Sena, seu pai,  celebrava nada menos que o seu 96º aniversário. Os nossos agradecimentos à Graça pela sua presença e os desejos que por mais anos e pelos mesmos motivos a nossa amiga não compareça nos eventos caminhadeiros.
Pouco passava das 10:00 horas quando posámos para a foto de grupo, e demos início ao friorento passeio pedestre ao longo da margem direita do Tejo nesta lindíssima zona da cidade de Lisboa até Algés. Para quem no passado não muito distante conheceu esta zona degrada da cidade, e agora tem oportunidade de comparar, pode concluír que foram tomadas algumas decisões acertadas em benefício da comunidade e da imagem do país. Como dizia o António Clemente quando passámos pelo cais de Alcantara: Eu só aqui vinha para me despedir dos amigos que partiam para a guerra de África.
Havia agora que cumprir a segunda parte do programa, que constava em repôr as energias perdidas e ganhar calorias para enfrentar a tarde friorenta que não tardaria.
Portanto, chegados ao Caravela d' Ouro, agora já sem a presença da Ilda Poças que só caminhou, tivemos a grata companhia de caminhadeiros em convalescença do surto gripal e ainda da nossa amiga Margarida Graça. Também uma curta visita do Guilherme da Fonseca Statter a desejar-nos um bom ano, e nos comunicou que por motivos de saúde não tem podido comparecer.
Após o bem servido e confecionado almoço, fomos cumprir a terceira parte do programa, que constou desta vez de uma visita ao Museu da Presidência da República. Uns mais afoitos deslocaram-se a pé, tendo mesmo exgido ao Luís Fernandes que lhes atribuísse para  efeitos de estastística os quilómetros percorridos.
Quanto à visita guiada ao Museu, foi interessante, com o guia Óscar Casaleiro a mostrar uma boa preparação para a função que desempenha e paciência suficiente para esclarecer as dúvidas aos que lhe as colocaram.
Para terminar a quarta parte do programa do dia, regressámos agora à pastelaria Caravela d' Ouro onde nos esperava um bom chá e uns bolinhos deliciosos.
A temperatura começava de novo descer e a sugerir que era hora de voltar a casa Foi isso que fizemos, com a confirmação de que no próximo dia 21 teremos um novo evento mais a norte, onde o frio decerto também será nosso companheiro de jornada.

Saudações Caminhadeiras,

Fortunato de Sousa

quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

* * * * Convocatória - 9ª Caminhada da Época 2014 / 2015 * * * * Do Cais do Sodré a Algés pela margem do Tejo - Dia 7 de Janeiro

Convocam-se os Caminhadeiros para participar na 9ª Caminhada da época e 1ª do ano 2015.
Desta vez vamos realizar um passeio pela margem direita do rio Tejo, desde o Cais do Sodré até Algés.
As festividades natalícias contribuíram certamente para acumular adiposidade, que tem de ser eliminada através desta maravilhosa modalidade desportiva que é caminhar entre amigos.
Para todos os interessados em participar no evento, aqui vai o programa do dia:

09:30 horas - Concentração junto à estação do Metro do Cais do Sodré
10:00 horas - Início da Caminhada
13:00 horas - Almoço no Restaurante Caravela de Ouro
15:30 horas - Visita Cultural
17:00 horas - Chá

As inscrições devem ser efectuadas através dos comentários desta convocatória até às 12:00 horas da próxima Segunda-Feira dia 5.

Saudações Caminhadeiras em passada de 'Saúde, Paz e Amor' para o novo ano de 2015,

Fortunato de Sousa