quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

* * *Convocatória - 10ª Caminhada da Época 2016 / 2017* * * Em Direcção aos Moinhos da Serra da Aboboreira (Livramento) ________________Dia 25 de Janeiro________________

Estão todos os Caminhadeiros convidados a participar na 10ª desta Época, que se realizará em terras do Oeste, mais precisamente no Livramento, concelho de Mafra.
 Programa:
09h00 – Concentração junto ao Sporting Clube do Livramento e do Restaurante Erva Doce.
(GPS N 39 º 00’ 12.58 – O 9º 17’ 11.47).
09h30 – Início da caminhada – cerca de 9km – grau de dificuldade 2 em 5
13h00 – Almoço
15h00 – Visita cultural
17h00 – Chá
Como chegar:
- Quem vem de Lisboa pela A8: sair na Saída 5 (Ericeira, Mafra e Malveira) entrando na A21. Sair na Saída 2 desta AE e seguir na direcção de Torres Vedras pela N8; cerca de 10Km depois, em Carrascal, após passagem pela Adega Cooperativa da Azueira, no cruzamento após os semáforos, virar à esquerda em direcção ao Livramento (EM 551).    
- Quem vier pelo lado de Torres Vedras pela A8 deve sair na Saída Sul da mesma AE (Saída 7) e entrar na N8 em direcção a Lisboa; cerca de 10 km depois, em Carrascal, a seguir às bombas da Galp, virar à direita para o Livramento (EM 551).
- Quem vier de Mafra deve seguir a estrada para a Encarnação; após meia dúzia de kms há uma placa virada para a direita dizendo Sobral e Livramento. É segui-la até ao Livramento.
Ao chegar ao Livramento estacionar nas imediações do Pavilhão do Sporting Clube do Livramento e do Restaurante Erva Doce.
O uso de bastão é aconselhável em alguns troços do percurso.  
Como é costume agradece-se que as inscrições sejam formalizadas até ao fim do domingo dia 22 de Janeiro.
Saudações caminhadeiras em passada saloia.
Angelina e Luis

domingo, 15 de janeiro de 2017

* * * * * * 9ª Caminhada da Época 2016 / 2017 * * * * * Caminhada dos Falcões . Salvaterra de Magos . Dia 11 de Janeiro




Álbuns de Fotografias
Ceu Fialho
Fortunato de Sousa
Dores Alves
Carlos Evangelista
Luis Martins
Luz Fialho
Data do Encontro: 11 de Janeiro
Local: Salvaterra de Magos
Percurso: 12 Kms – 03:00 horas
Caminhantes: (38) Acilina; Amilcar Queiróz; Ana Cristina Umbelino; Angelina Martins; António Palma; Carlos Evangelista; Carlos Penedo; Céu Fialho; Cidália Marta; Clara Maia; Dores Alves; Estela Garcia; Fátima Libânio; Fortunato Sousa; Gilberto Santos; Gil Furtado; Ilda Poças; João Costa; João Ricardo; Josefa Carrasco; Lúcio Libânio; Luís Martins; Luís Santos; Lurdes Clara; Manuel Barbosa; Manuel Flôxo; Manuel Garcia; Manuel Reis; Margarida Lopes; Miguel Cardoso; Nela Costa; Odete Vicente; Pedro Albuquerque; Rogério Matias; Rosa Silva; Vítor Gonçalves; Zé Clara; Zélia Santos.
Não Caminhantes: (4) Lina Fernandes; Luís Fernandes; Kinita de Sousa; Maria da Luz Fialho;
Organizadores: Rogério Matias
Almoço: Restaurante Escaropim
Próxima Caminhada: 25/01/2017 (Organiza: Angelina Martins e Luís Martins)
Reportagem:
Aos onze dias do mês de Janeiro de 2017 realizou-se em Salvaterra de Magos a caminhada nº 9 do grupo “Os Caminhadeiros”, com o titulo “Caminhadada dos Falcões”, tendo como organizador o caminhadeiro Rogério Matias.
Participaram neste percurso 37 caminhadeiros, mais o guia João Ricardo, que nos acompanhou e nos foi dando informação relevante sobre este bonito local ribatejano à beira Tejo.
A nossa amiga Maria da Luz Fialho também esteve presente desde o início, mas a sua mazela no joelho ainda não lhe permitiu caminhar.
À hora de almoço tivemos a companhia da Kinita, da Lina e do Luís Fernandes.
Durante o almoço, o nosso amigo António Palma pediu o uso da palavra para entregar aos 3 Caminhadeiros Mores, 2 molduras com fotos dos pin´s por ele criados e relativos às caminhadas extraordinárias realizadas desde a época 2011 / 2012 até à época 2015 / 2016. Seguiu-se um merido aplauso por parte de todos e um abraço de agradecimento dos 3 Mores.
A visita cultural teve lugar na Falcoaria Nacional em Salvaterra de Magos. Muito interessante esta visita.
Depois da tomada do chá na Cabana dos Parodiantes de Lisboa, deu-se por encerrado o dia de convívio e todos os caminhadeiros regressaram às suas casas felizes e contentes.
Uma nota final para agradecer o apoio que me foi dado pela Câmara Municipal de Salvaterra de Magos.
Vive o melhor de ti.
Saudações caminhadeiras

Bem haja a todos

Rogério Matias

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

* * * * Convocatória . 9ª Caminhada da Época 2016 / 2017 * * * * Caminhada dos Falcões . Salvaterra de Magos . Dia 11 de Janeiro


Eu, Rogério Matias, Caminhadeiro Bastonado, tenho o prazer de vos convocar e convidar para o 1ª evento do ano 2017.
Programa:
·    09h11 - Concentração no parque do Restaurante Escaroupim.
     GPS - N39.066597  W8.757101
·  9h35 - inicio da caminhada com um percurso de aproximadamente 9 kms. O nível de dificuldade é de 3 (escala 1-5)
·    13:02 - Almoço no Restaurante Escaroupim- Largo dos Avieiros.
     (Escaroupim tel. 263107332 / Tlm 912539228)
·  15h43 - Visita à Falcoaria Real (única do País) e recentemente  reconhecida como Património Cultural e Imaterial da Humanidade
·    17h04 - Chá na cabana dos Parodiantes
Como chegar:
      Vila Franca, Porto Alto, Benavente, Salvaterra de Magos
      Na rotunda da praça de touros (Salvaterra) virar à esquerda, seguir  em frente até ao fundo da rua. Tomar a direcção de Escaroupim por mais 6Km, virar depois à esquerda  até ao parque junto ao Rio.
     Alternativa
     1 - Carregado seguir saída 4 para convergir com A10 em direcção Benavente/Algarve
     2 - Após portagens virar à esquerda
     Nota: Distância Lisboa-Salvaterra de Magos 63.5Km cerca 52minutos.
Como é hábito, devem os interessados em participar na caminhada, formalizar as inscrições através dos comentários desta mensagem até ao final do dia do próximo Domingo.
Saudações Caminhadeiras em passada de Ano Novo,

Rogério Matias

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

* * * * * * * * * * * * * * *BOAS FESTAS* * * * * * * * * * * * * * *


P.S. - O Fortunato de Sousa, o Luís Fernandes e o Vítor Gonçalves agradecem em nome de todo o grupo, ao nosso amigo Caminhadeiro Carlos Evangelista, por mais uma vez nesta época de Natal, através da sua capacidade criativa e artística ter produzido este lindíssimo postal de "Boas Festas".

domingo, 18 de dezembro de 2016

* * * * * * * *8ª Caminhada da Época 2016/2017* * * * * * * _Pelas Docas do Cais do Sodré até Algés . Dia 14 de Dezembro_





Albuns de Fotografias
Carlos Evangelista
Dores Alves
Luz Fialho
Luis Martins
Data do Encontro: 14 de Dezembro
Local: Lisboa
Percurso: Pelas Docas do Cais do Sodré até Algés – 10,000 kms – 02:30 horas
Caminhantes: (27) Ana Cristina Umbelino; Angelina Martins; Carlos Evangelista; Céu Fialho; Cidália Marta; Clara Maia; Dores Alves; Estela Garcia; Fortunato de Sousa; Francisco Henriques; Gilberto Santos; Josefa Carrasco; Júlia Costa; Kinita de Sousa; Luís Martins; Luís Santos; Luz Fialho; Manuel Garcia; Manuel Pedro; Manuel Reis; Margarida Lopes; Maria do Céu; Pedro Albuquerque; Rogério Matias; Teresa Palma; Vítor Gonçalves; Zé Clara;
Só ao Almoço: (5) Cristina Sousa; Gil Furtado; Graça Sena; Margarida Graça; Odete Vicente;
Caminhante Convidada: (1) Natália Marques
Organizadores: Kinita de Sousa e Fortunato de Sousa
Almoço: “Restaurante Caravela de Ouro” em Algés
Próxima Caminhada: 11/01/2017 (Organiza: Rogério Matias)
Reportagem: Manda a tradição Caminhadeira, que os 10 kms do percurso pedestre pré-natalício sejam realizados entre o Cais do Sodré e a bonita vila de Algés.É uma caminhada com características diferentes das habituais em vários aspectos, esta do Natal. A começar pelos vários tipos de transporte utilizados pelos participantes para chegar ao local de concentração. Uns vêm de Metropolitano (vulgo Metro), outros vão de carro até Algés e depois viajam de comboio até ao Cais do Sodré, e uma pequena minoria vem caminhando desde o local onde a caminhada terá o seu término, ao encontro dos Caminhadeiros cumpridores rigorosos do percurso. E imaginem ainda, que o grupo de Torres Vedras veio de autocarro até Lisboa em viagem de ida e volta.
A inovação desta vez, foi a distribuição de gorros de "Pai Natal" a cada um dos participantes, que deu um novo visual ao grupo, mas bem enquadrado nesta época festiva.
Também para manter a tradição desta caminhada, o senador Gil Furtado, por volta das 10 horas começa a telefonar ao pessoal para saber onde estamos. Passado meia hora lá aparece em cima de 2 rodas, capacete na cabeça, sorriso aberto de orelha a orelha e ziguezaguiando por entre as docas como se fosse um puto que aprendeu a andar de bicicleta no dia anterior. E há ainda os que só aparecem ao almoço, sempre com ar muito atarefado, como se tivessem estado toda a manhã a tratar dos casos mais difíceis da humanidade.
É minha opinião que a previsão meteorológica possa ter desincentivado alguns a participar nesta jornada. Se assim foi, perderam um bom passeio à beira Tejo numa manhã cheia de Sol de Inverno. Da chuva anunciada, apenas umas pingas quase despercebidas.
Depois veio o almoço servido também no restaurante do costume. Primoroso, esmerado e apurado, é assim que me apetece classificar a confecção e o serviço prestados. Tudo isto enriquecido pelo inigualável ambiente que se gera e vive neste também inigualável grupo em boa hora criado já lá vão 10 anos. A tal terapia de grupo de 15 em 15 dias, como alguém já denominou estas Quartas-Feiras.
Durante o almoço fomos recebendo de muitos Caminhadeiros ausentes, telefonemas a dizer que embora não estando fisicamente presentes, estavam connosco. A todos eles o nosso obrigado e perdoem não mencionar os nomes por receio de me esquecer de algém.
Também durante o repasto, quiseram as manas Maria do Céu e Maria da Luz oferecer a cada participante uma linda "Estrela de Natal". Para além de serem obra da sua autoria, caracterizam bem a generosidade desta vez natalícia das manas Fialho.
Ainda no restaurante, recebemos a visita da nossa amiga Gabriela Bentes, que há já muito tempo não participava nos nossos eventos.
Seguiu-se a visita cultural ao MAAT. E é aqui que temos de tecer alguma opinião crítica negativa acerca deste espaço recém inaugurado. A guia que nos conduziu durante a visita, bem se esforçou por disfarçar a pobreza dos acabamentos e dos mosaicos que tiveram que ser importados do país vizinho, evidenciando os créditos atribuídos à arquitecta responsável pelo projecto, a britânica Amanda Levete.
A exposição artística no vasto espaço oval interior e a extraordinária panorâmica que se obtém do miradouro, salvaram a honra do museu.
Já com o grupo diminuído, regressámos ao local do almoço para completar a última parte do programa do dia. Chá acompanhado de vasta doçaria, onde não faltou o tradicional “Bolo Rei” que tão bem caracteriza esta época natalícia e de final de ano.
Por fim, realçar as 3 novas participações nesta caminhada:
A Natália (convidada da nossa amiga Júlia Costa), residente em Macau, que enriqueceu a sua estadia no país com esta participação.
O Francisco Henriques, neto da Caminhadeira Cidália, que resistiu até ao fim e conseguiu adaptar-se ao convívio com os amigos da avó, todos eles com um escalão etário bem diferente. 
E a Luísa Sousa Correia, neta dos organizadores do evento. Com os seus 4 meses, deve ter sido a Caminhadeira mais nova a participar em caminhadas do nosso grupo.
Saudações Caminhadeiras em passada de “Boas Festas”,
Fortunato de Sousa

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

* * * * Convocatória - 8ª Caminhada da Época 2016 / 2017 * * * * _Pelas Docas do Cais do Sodré até Algés - Dia 14 de Dezembro_

Estáo os Caminhadeiros convidados a participar na última caminhada do ano 2016 e  8ª da época em curso.
Seguindo  o critério utilizado em anos anteriores, vamos de novo caminhar na zona ribeirinha da bonita cidade de Lisboa, entre o Cais do Sodré e Algés.
O Programa preparado para a próxima Quarta-Feira dia 14 será o seguinte:
09:00 horas – Concentração junto à estação dos comboios do Cais do Sodré.
09:30 horas – Início da caminhada.
13:00 horas – Almoço no restaurante “Caravela de Ouro”, localizado no Jardim de Algés.
15:45 horas – Visita Cultural ao MAAT.
17:30 horas – Chá de final de dia, que será servido e tomado  no mesmo local do almoço.
Dado que o percurso terá início no Cais do Sodré, termina em Algés e tanto o almoço como o chá também aqui terão lugar, aconselho que levem as vossas viaturas até Algés e daqui podem ir de comboio até ao Cqais do Sodré.
Os interessados em participar no evento, devem formalizar as inscrições até ao final do próximo Domingo dia 11, através dos comentários desta mensagem.
Saudações Caminhadeiras em passada natalícia,

Fortunato de Sousa

domingo, 4 de dezembro de 2016

* * * * * * * * 7ª Caminhada da Época 2016 / 2017* * * * * * * * Dos Calados à Ruína, passando pelo Desmazelo e regresso ao Bom Sossego______Santarém . Dia 30 de Novembro______





Álbuns de Fotografias
Ceu Fialho
Dores Alves
Luis Martins
Luz Fialho
Carlos Evangelista
Data do Encontro: 30 de Novembro
Local: Santarém
Percurso: Dos Calados à Ruína, passando pelo Desmazelo e regresso ao Bom Sossego - 08,000 Kms; 3,00 horas.
Caminhantes: (42) Acilina; Amilcar Queiróz; Ana Cristina Umbelino; Ana Leão; Angelina Martins; António Clemente; Carlos Evangelista; Carlos Penedo; Céu Fialho; Cidália Marta; Clara Maia; Dores Alves; Estela Garcia; Fátima Libânio; Fortunato Sousa; Gilberto Santos; Gil Furtado; Graça Sena; João Costa; João Duarte; Lúcio Libânio; Luís Fernandes; Luís Martins; Luís Santos; Luísa Clemente; Luísa Gonçalves; Lurdes Clara; Manuel Barbosa; Manuel Flôxo; Manuel Garcia; Manuel Pedro; Manuel Reis; Margarida Lopes; Maria do Céu; Miguel Cardoso; Nela Costa; Odete Vicente; Kinita Sousa; Rogério Matias; Teresa Palma; Vítor Gonçalves; Zé Clara;
Não Caminhantes: (1) Maria da Luz Fialho
Organizadores: Fátima Libânio e Lúcio Libânio
Almoço: Hotel de Santarém
Próxima Caminhada: 14/12/2016 (Organiza: Kinita de Sousa e Fortunato de Sousa)
Reportagem:
A larga experiência acumulada do casal Fátima e Lúcio Libânio, aliciou 43 caminhadeiros a participarem na 7ª caminhada da época e assim visitarem Santarém. O percurso, tal como anunciado na convocatória, iria ser percorrido em caminho misto, ou seja, uma parte em terreno urbano e outra em terreno rural.
A grande incógnita era o nome que os organizadores deram à caminhada: “Dos Calados à Ruína, passando pelo Desmazelo e regresso ao Bom Sossego”? Que nome esquisito este, que mereceu curiosos comentários por parte de alguns participantes na altura das inscrições. Portanto, face à expectativa criada com tal título, faltava o organizador explicar o porquê desta denominação. Foi o que nosso amigo Lúcio Libânio fez em detalhe, a quando da nossa concentração, falando alto e em bom som através da nossa geringonça falante. Tinha o nome a ver com os locais onde começava o percurso, por onde iríamos passar e finalmente o local do regresso. Continuando a sua alocução introdutória, deu-nos a conhecer o restante programa do dia.
Falta dizer, que enquanto as viaturas iam chegando ao Alfange nesta manhã cinzenta, mas não chuvosa, a nossa amiga Fátima Libânio ia distribuindo uns deliciosos bolinhos em feitio de coração, os quais  batizámos de “lúcios”, o nome de quem teve a amabilidade e a habilidade de os fazer, que muito nos agradaram e que tão elogiados foram.
Dos 43 Caminhadeiros presentes, só 42 participaram na caminhada. A nossa amiga Maria da Luz Fialho, tal como tinha avisado ao inscrever-se, ainda não se encontrava em condições de caminhar.
Animados como sempre, lá fomos andando através das bonitas ruas da cidade de Santarém, desta vez com o grupo mais compacto, seguindo as indicações que o organizador nos tinha dado. Isto também permitia, que os participantes podessem caminhar e falar em grupo sobre os mais diversos temas. Os 8 galdérios regressados da sua viagem a terras do oriente, iam contando as suas aventuras, que por lá viveram durante  quase 20 dias.
A segunda metade do percurso foi efectuado em zona rural, com umas pequenas subidas que agradaram a uns quantos e menos a outros. De qualquer modo, no final todos eram de opinião que tinha sido uma boa jornada caminhadeira. Muito bem apoiada pela Fátima sempre alerta no acompanhamento ao grupo e pelo amigo Queiróz que teve uma grande paciência para apoiar o pequeno grupo menos em forma por caminho práticamente paralelo, mas, com inferior grau de dificuldade, enquanto o Lúcio dirigia o maior grupo. Que belo trio.
Seguiu-se o almoço no Hotel de Santarém, com uma ementa bem selecionada e do agrado da maioria senão mesmo de todos. Também a confeção e simpatia dos empregados contribuiram para acrescentar valor ao sucesso da organização. Durante o almoço foram entregues pelos 8 galdérios e pelo Caminhadeiro Gilberto, recordações das suas viagens ao oriente.
A componente cultural desta vez, foi uma visita à “Casa Museu Anselmo Braamcamp Freire” / “Biblioteca Municipal”. Aqui, tivemos oportunidade de ouvir da guia que nos acompanhou, curiosas peripécias da vida deste ilustre português.
Finda a visita, regressámos ao Hotel de Santarém, para terminar o programa do dia com o tradicional chá e bolinhos. Por entre as amenas cavaqueiras que neste bonito espaço se ouviam, alguém dizia que o lanche de chá e bolinhos cada vez se adequa melhor ao nosso escalão etário.
Parabéns ao trio organizador pelo sucesso de mais uma caminhada. Agora voltaremos a encontrar-nos no dia 14 “Entre o Cais do Sodré e Algés”. Saudações Caminhadeiras em passada pré-natalícia,

Fortunato de Sousa

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

* * * * Convocatória . 7ª Caminhada da Época 2016 / 2017 * * * * Dos Calados à Ruina, passando pelo Desmazelo e regresso ao Bom Sossego ______ Santarém . Dia 30 de Novembro ______

Estão todos os Caminhadeiros convocados para participar na próxima caminhada, desta vez em Santarém. 
O programa do dia será o seguinte:
Encontro: Às 9:00 horas - Rua da Imaculada Conceição, Santarém
Coordenadas:  39º 13' 45"N 08º 40' 45" W,
Sair da circular urbana de Santarém na saída SUL (CNEMA), e, na rotunda, voltar para a esquerda  subir até à entrada da cidade, virar à esquerda e, na rotunda que tem um pinheiro enorme, seguir para a direita, contornando o shopping (2ª saída à direita) seguir em frente até a estrada se tornar de paralelepípedos, virar nesse cruzamento à direita e estacionar debaixo das árvores, talvez. Estarei aí à vossa espera. Tel. 967061870
Descrição: percurso 70% em terrenos urbanos, de 9 km, com duas descidas em alcatrão e duas subidas em terra batida. Teremos transito automóvel no primeiro 1,5 km. Sem quaisquer dificuldades técnicas. (Percurso para GPS/App Telemovel)
Almoço: 13:00 horas, no Hotel de Santarém. Vamos de transporte próprio ou emprestado.
Visita cultural: Biblioteca Municipal - Casa Museu Braancamp Freire. às 15,30 horas. Vamos a pé... são 600m sempre a direito.
Chá: regressamos ao Hotel, pelas 17:00 horas, agora de carro.
Como é hábito, devem os interessados em participar nesta aventura caminhadeira, efectuar as respectivas inscrições até à da limite do próximo Domingo dia 27.
Abraço

Lúcio Libânio

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

____* * * * 6ª Caminhada da Época 2016 / 2017 * * * *_____ ________De Sesimbra à Praia do Ribeiro do Cavalo________ ____________ Dia 16 de Novembro de 2016 ____________

Album de Fotografias:
Ceu Fialho
Luis Martins
Dores Alves
Teresa Palma
Manuel Reis
Carlos Evangelista
Luz Fialho
Carlos Evangelista (Video)
Caminhantes: (32) Amílcar Queiroz; Ana Cristina Umbelino; Ana Leão; Angelina Martins; António Dores Alves, António Palma; Carlos Evangelista; Carlos Penedo; Céu Esteves; Fátima Libânio; Graça Sena; Hélia Jorge; João Duarte; Júlia Costa; Lina Fernandes; Lúcio Libânio; Luís Fernandes; Luís Martins; Luís Santos; Lurdes Clara; Manuel Barbosa; Manuel Pedro; Manuel Reis; Margarida Lopes; Maria da Luz Fialho; Maria do Céu Fialho; Miguel Cardoso; Rogério Matias; Teresa Palma Duarte; Vitor Gonçalves; Zé Clara; Zélia Santos
Só ao Almoço: (4) Carmen Firme; Gil Furtado; Luísa Clemente; Octávio Firme
Organizadora: Céu Fialho
Almoço: Restaurante "Capítulo" - Sesimbra
Visita cultural: Museu Marítimo de Sesimbra
Próxima caminhada: 30/11/2016 - Santarém (Organiza: casal Libânio) 
Reportagem:  Manhã cedo, já os bravos Caminhadeiros cirandavam junto ao ponto de encontro. O restaurante "Capítulo", que nos havia de receber durante o dia, dava-nos música.
Com um quarto de hora de atraso, indispensável para cumprir alguma tradição, deu-se início à caminhada. Seguiu o grupo pela marginal de Sesimbra, até à Fortaleza, onde foi feito um primeiro e rápido reagrupamento.
Após uma brevíssima incursão pelas ruas mais típicas da vila, voltámos por algum tempo à marginal, para depois prosseguirmos pelos seus arredores.
A paragem para reabastecimento foi feita junto ao desvio que  conduz à praia do Ribeiro do Cavalo. Aqui, a Céu Fialho fez um aviso, reforçando o mencionado na convocatória, a saber que o percurso tinha algumas dificuldades, que não intransponíveis, desde que encaradas com cuidado. Mesmo assim, sugeriu que, se alguém se sentisse desconfortável, retrocedesse, indicando o caminho a tomar, para finalizar o percurso.
Afinal houve algumas desistências, mas todos os intrépidos resistentes chegaram à praia sem incidentes. Excepção feita à M. Luz, que, tendo feito o mais difícil sem problema, ao pousar o pé na areia, caiu prá banda.
A subida de regresso foi assim feita em modo "assistência técnica", protagonizado pelo Miguel e pelo Manuel Reis. Já no topo, onde o resto do grupo esperava pacientemente, o Lúcio e o Manel Pedro, também deram uma mãozinha. Vendo as dificuldades de comunicação para activar o carro vassoura, a atleta Céu Esteves lançou-se em correria estradão abaixo, para ir fazê-lo ao vivo. É assim a solidariedade caminhadeira.
Uma com uma perna às costas e os outros mais ou menos sãos e escorreitos, encaminhámo-nos para o restaurante “Capítulo”, onde já nos esperavam a Luísa Clemente e o casal Firme. O Gil Furtado juntou-se também depois à companhia.
A única nota destoante do almoço foi a morosidade do serviço, que nos obrigou a protelar a hora da visita cultural. Esta foi, assim, feita num andamento um pouco mais acelerado do que teria sido conveniente. Terá tido, no entanto, o efeito de espicaçar a curiosidade dos Caminhadeiros presentes para regressar, em futuras visitas. Foi possível apercebermo-nos de que há muito trabalho de investigação por detrás dos espaços expositivos.

O Museu Marítimo de Sesimbra, recentemente inaugurado, está instalado na fortaleza de Santiago, mandada construir por D. João IV sobre os restos de um forte da época de D. João II / D. Manuel I.

Dos vários espaços visitados – dedicados a D. Carlos e à sua ligação com o mar, às artes da pesca praticadas em Sesimbra, à construção naval, entre outros – serão talvez de destacar, pela sua criatividade e interactividade, o aquário digital (instalado na antiga casa do Governador da Fortaleza), com representação de toda a fauna presente no mar sesimbrense e a Sala da Memória. Nesta última é possível pesquisar nomes de pescadores, embarcaçoes e naufrágios, numa base de dados construída a partir do “livro de registo de marítimos”.

De saída, ainda visitámos um espaço exterior onde se conta a história da Fortaleza.


E regressámos ao “Capítulo”, para o chá.
Estávamos lanchando, era já noite, e ainda se comentava o dia magnífico e luminoso com que S. Pedro nos tinha brindado.

Saudações caminhadeiras
Céu Fialho


quarta-feira, 9 de novembro de 2016

* * * * Convocatória . 6ª Caminhada da Época 2016 / 2017 * * * * ________De Sesimbra à Praia do Ribeiro do Cavalo________ ____________ Dia 16 de Novembro de 2016 ____________



Convocam-se todos os amigos para uma caminhada à volta da vila de Sesimbra, com descida à praia do Ribeiro do Cavalo.
De Lisboa – ponte 25 de Abril - a Sesimbra são 35 km, que se fazem folgadamente em 45 minutos.
Ponto de encontro: Clube Naval de Sesimbra (há estacionamento, café e wc); coordenadas GPS: N 38°26’09,3” / W 09°06’56,8”
Horas: concentração às 9h, partida às 9h30
Extensão: +/- 9 km
Duração estimada: 3 horas
Dificuldade: moderada
O trajecto inclui uma subida / descida manhosa para a praia que dá o nome ao percurso. Não é nada mais difícil do que outras coisas eu já tenhamos feito. Apenas exige concentração. E a vistaa compensa o esforço.
Bastão recomendável e colete reflector também, já que vamos fazer um troço de estrada.
O almoço terá lugar no restaurante “Capítulo”, no edifício do Clube Naval de Sesimbra.
De tarde faremos uma visita guiada ao Museu Marítimo de Sesimbra.
Após o que voltaremos ao “Capítulo” para o chá.
Inscrições até ao final de domingo, dia 13 de Novembro.

Saudações caminhadeiras em passada marítima

Céu Fialho