quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

9ª Caminhada 2008/2009 - Miradouro dos Capuchos - 28/01/2009



Local: Miradouro dos Capuchos
Percurso: 11 Kms / 02:15 Horas
Caminhantes: António Bernardino; António Henriques; António Pires; Armando Lourenço; Chico Pires; Dores Alves; Fortunato de Sousa; Luís Fernandes; Manuel Garcia; Manuel Reis; Odete Vicente; Vitor Gonçalves.
Organizador: Fortunato de Sousa
Almoço: Quinta do Serrado – Monte da Caparica (A Tasca do Reguengos – Tel. 212.950.299 / 965.523.793) Preço: € 20,00
Próxima Caminhada: 11/02/2009 (Organiza o Vitor Gonçalves)
Fundo de Reserva: € 147,00
Reportagem:
O Covento dos Capuchos, local onde a Câmara Municipal de Almada anualmente realiza o Festival de Música com o mesmo nome, foi o ponto de partida escolhido para a 9ª caminhada da época. Não fora o dia chuvoso e nublado a condizer com a estação do ano, e o pessoal que compareceu a mais esta aventura teria tido oportunidade de observar e recolher imagens maravilhosas, que o miradouro situado mesmo ao lado do convento proporciona a quem o visita. Sem receio das condições atmosféricas, compareceram à chamada nada menos que 12 destemidos caminhadeiros (numa jogada de intuição genial, compreendo agora que o Guerreiro faltou para não sermos 13 e poder baralhar as ideias aos mais supersticiosos), que percorreram um percurso de 11 quilómetros diversificado em ambiente de campo e mar. À última hora o trajecto teve de ser encurtado em relação ao percurso inicialmente previsto por erro de cálculo do organizador. Uma palavra de boas vindas ao Manuel Garcia (irmão da Odete Vicente) e ao Dores Alves, que pela primeira vez se juntaram a nós e a quem esperamos não ter defraudado as expectativas.
Como já vem sendo hábito, encontrar à primeira tentativa o caminho certo para o Restaurante ‘o Reguengos’ não foi tarefa fácil, o que nos leva a equacionar se não valerá a pena prescindir dos serviços deste empresário alentejano e tentar outros lugares com acesso facilitado. Fica ao critério do próximo organizador de caminhdas nestas paragens identificar uma tasca de qualidade e a baixo preço. Talvez o nosso amigo Bernardino seja a pessoa ideal, ele que se presa de não necessitar de documentação adicional para se manter esclarecido e informado de tudo o que se passa no mundo e arredores. Fica o desafio.
Durante a tarde tivemos oportunidade de efectuar uma visita ao Museu Naval de Almada, localisado em ‘Olho de Boi’ na baixa ribeirinha desta cidade. Inaugurado em 1991, funciona nas instalações da extinta Companhia Portuguesa de Pesca. Aqui podemos observar testemunhos materiais referentes à construção e reparação naval e à actividade marítima e pesqueira. Esta exposição temporária que se recomenda visitar, mostra-nos o que constituía a realidade da vida à beira Tejo, ao longo dos tempos, com predominância para a vertente naval.
Após a tomada do chá de cidreira/camomila com que habitualmente terminamos a nossa aventura caminhante, regressou cada um a sua casa com a noção de missão e dever cumpridos. E estamos desde já preparados para o próximo evento, dia 11 do 2, onde o nosso amigo Vitor Gonçalves, com toda a sua experiência e saberes acumulados, decerto se esmerará em proporcionar ao grupo um dia inesquecível, tanto nas vertentes caminhantes como gastronómicas. Nesta última o famoso ciclóstomo terá lugar de destaque.

Até lá e cumprimentos Caminhadeiros,

Fortunato de Sousa

P.S. Um abraço ao nosso amigo Caminhadeiro Gilberto Santos que se encontra de visita à China, a quem desejamos um bom regresso e se possível a presença na próxima aventura.

1 comentário:

Dores Alves disse...

Gostei da caminhada e do convívio.
Sempre que me fôr possível terei muito gosto em estar presente nos encontros do grupo. Um abraço a tôdos.