domingo, 12 de março de 2017

* * * * * * * *13ª caminhada da Época 2016 / 2017* * * * * * * _Pelos Trilhos do Almourol e Barquinha . Dia 08 de Março_




Album de Fotos:
Dores Alves
Fortunato de Sousa
Carlos Evangelista
Carlos Evangelista (Video - Dia das Mulheres)
Luis Martins
Data do Encontro: 08 de Março
Local: Almourol
Percurso: Pelos Trilhos de Almourol e Barquinha – 09,500 kms – 02:40 horas
Caminhantes: (40) Acilina; Amilcar Queiróz; Ana Cristina Umbelino; Angelina Martins; António Palma; António Pires; Carlos Evangelista; Carlos Penedo; Cidália Marta; Chico Pires; Clara Maia; Dores Alves; Estela Garcia; Fátima Libânio; Fortunato de Sousa; Gilberto Santos; Ilda Poças; João Duarte; João Figueiredo; Júlia Costa; Kinita de Sousa; Lina Fernandes; Lúcio Libânio; Luís Fernandes; Luís Martins; Luís Santos; Luísa Clemente; Manuel Barbosa; Manuel Flôxo; Manuel Garcia; Manuel Reis; Margarida Lopes; Margarida Serôdio; Odete Vicente; Pedro Albuquerque; Rogério Matias; Samuel Coias; Vítor Gonçalves; Zé Clara; Zélia Santos;
Só ao Almoço: (6) António Clemente; Carmen Firme; Gil Furtado; Helena Meleiro; Octávio Firme; Virgílio Vargas.
Organizadores: Lurdes Clara e Zé Clara
Almoço: “Restaurante O Almourol”
Próxima Caminhada: 22/03/2017 (Organiza: Ana Cristina Umbelino, Clara Maia, Júlia Costa e Margarida Lopes)
Reportagem:
Manhã primaveril em Almourol para receber os 40 Caminhadeiros que responderam ao convite da Lurdes e do Zé Clara, para participarem na 13ª caminhada da época, também conhecida como a caminhada da Lampreia e do Sável.
As viaturas iam chegando ao parque de estacionamento do restaurante “O Almourol”, e os participantes cumprimentavam-se euforicamente, dando sinais do bom ambiente que o grupo respira em cada 2 semanas. Como desta vez havia bar aberto, lá fomos tomar a tradicional bica ou café da manhã, para aquecer e estimular o físico e a mente.
E como o 8 de Março era uma data especial para as mulheres, algumas Caminhadeiras mais exigentes ou sensíveis ao significado do dia, reclamavam aos Caminhadeiros presentes uma atenção e uma atitude consonante com o que em seu entender julgavam merecer.
-Tenham as mulheres paciência, que há-de chegar a altura ou a vossa hora de serem compensadas, ripostavam os Caminhadeiros Mores.
Já com o grupo formado e preparado para a fotografia do costume, ouvimos do organizador uma breve descrição do programa do dia, que ele e a sua Lurdes tinham preparado para nos receber. De seguida sim, o fotógrafo de serviço Luís Martins, recolheu a imagem que perpetuará mais uma visita e uma passagem dos Caminhadeiros por estas bonitas terras ribatejanas.
Seguiu-se o percurso pedestre ou caminhada, que veio de encontro em termos de dificuldade, às expectativas que os organizadores nos tinham transmitido. O Sol aberto e a paisagem à beira Tejo complementavam um cenário deslumbrante, que irá ser reflectido nas imagens que os fotógrafos de serviço recolheram amiúde.
Finda a caminhada, chegava finalmente a hora de ser reconhecida à Mulher ou Caminhadeiras presentes, aquilo a que elas mui merecidamente se julgavam ter direito. E, para que não houvesse dúvidas, mais uma vez os Caminhadeiros Mores não deixaram os seus créditos por mãos alheias. À entrada da porta do jardim que dava acesso ao restaurante, foram entregues a cada participante do género feminino, uma bonita tulipa de cores amarela ou vermelha.
Nesta altura já se tinham juntado a nós os participantes que só vinham almoçar e que estão mencionados no cabeçalho desta reportagem.
Veio de seguida o almoço, que satisfez quanto baste as exigências dos participantes.
Também aqui, tivemos mais umas quantas demonstrações de generosidade e simpatia por parte dos seguintes Caminhadeiros:
O casal organizador Lurdes e Zé, ofereceram um pão caseiro aos participantes no evento;
O Carlos Evangelista ofereceu a cada participante, um novo pin referente à caminhada de Carcavelos, que segundo as suas palavras, veio repôr a qualidade do anterior;
Finalmente, o senador Gil Furtado, depois de uma breve/prolongada explicação da sua magna atitude, ofereceu também a cada “Mulher” uma flor de nome Margarida, que muito as sensibilizou.
Do programa do dia constava agora a visita ao “Centro de Ciência Viva de Constância”. E aqui, meus senhores, em minha opinião, foi talvez a visita cultural mais interessante da nossa já longa actividade caminhadeira. Não só pela complexa área da ciência que lhe está envolvida, mas também pela elevada competência e capacidade de comunicação por parte dos interlocutores. Ao Professor Máximo Ferreira e ao Engenheiro Nuno Milagaia os nossos agradecimentos pela excelente aula de Astronomia que deles recebemos nesta visita. Também o nosso obrigado ao senhor vereador da Câmara de Constância António Luís Mendes, que tão dignamente nos recebeu.
Terminámos a 13ª aventura caminhadeira da época, com o tradicional chá de final de dia, tomado no mesmo local do almoço.
Não fôra os quatro a zero com que uns tais Borussias alemães de Dortmund brindaram o meu Benfica, e todos tinha-mos terminado o dia felizes e contentes da vida. Tôu a falar bem João Duarte?
Saudações Caminhadeiras em passada já atrasada e lenta à moda do meu Alentejo,
Fortunato de Sousa

8 comentários:

DoCeu disse...

Tenho (mesmo) pena de não ter lá estado! Mas, como já tenho dito noutras vezes, nao se pode ter tudo!
Migo CEF, guarda-me um pin, fassevor!

Beijinhos everybody

Carlos Evangelista disse...

Não, e não, estou de birra, pode ser que até lá me passe e te safes.
Beijos para quem trabalha e ama este Grupo.
eu

M.Luz disse...

Lá continuam os meus (fracos) conhecimentos de astronomia a marcar passo... 😯
Tal como a mana Sky, também gostava de ter um pin, será possível, Carlos?

Um abraço fresquito a todos
Maria da Luz

António Dores Alves disse...

Para a Lurdes e Zé Clara o meu obrigado por mais um dia muito bem passado nesta região tão agradável. Muito boa a visita cultural.
Abraços

mreis disse...

Lurdes e Zé, como sempre tudo impecável. Mas onde estão as fotos? Aquela luz de fim de tarde estava muito fotogénica.
O pão é de comer e chorar por mais (mesmo com gluten...)

manel reis

DoCeu disse...

Oh Mores, depois de ver o filme (ah, ganda Mão Trémula!), tb queria uma frórinha! N congelaram nn?! :?

mreis disse...

nem só de flores se fez o 8 de março...

https://pt.wikipedia.org/wiki/Dia_Internacional_da_Mulher

Kinita disse...

Que boa caminhada, estão de parabéns o casalinho Claras". Visita cultura! interessantíssima. Obrigada pelo"panito" uma maravilha. Obrigada aos mores pelas lindas tulipas e ao Gil Furtado pelas lindas palavras e pelas margaridas. E a amabilidade do
Carlos Evangelista oferecendo um lindo cracha. Bjinhos. V
Kinita