domingo, 22 de fevereiro de 2015

* * * * * * * * 12ª Caminhada da Época 2014/2015 * * * * * * ** __Trilhos do Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo__ Dia 18 de Fevereiro




Albuns de Fotos:
Miguel Cardoso
Fortunato de Sousa
Gabriela Bentes
Dores Alves
Carlos Evangelista
Manuel Reis
Luis Martins
Data do Encontro: 18/02/2015
Local: Alverca do Ribatejo
Percurso: 13 kms em 3 horas
Organizador: Miguel Cardoso
Caminhantes: (33) André Correia; Angelina Martins; António Dores Alves; António Palma; Armando Lourenço; Carlos Evangelista; Carlos Penedo; Fátima Libânio; Fortunato de Sousa; Gabriela Bentes; Gilberto Santos; Graça Sena; João Costa; João Duarte; João Figueiredo; José Clara; Quinita de Sousa; Lúcio Libânio; Luís Fernandes; Luís Martins; Lurdes Clara; Manuel Garcia; Manuel Pedro; Manuel Reis; Maria do Céu; Nela Costa; Octávio Firme; Odete Vicente;  Rogério Matias; Teresa Palma; Virgílio Vargas; Vítor Gonçalves e o organizador.
Não Caminhantes: (1) Gil Furtado
Almoço e chá de fim de dia: Restaurante “Os Magníficos”-Alverca do Ribatejo
Próxima caminhada: 04/03/2015 (Organizadores: Odete Vicente/Fortunato de Sousa)
Reportagem:
Com uma pontualidade exemplar, apanágio deste grupo, a concentração teve lugar no parque de estacionamento do Alverca Park para mais uma jornada caminhadeira, desta vez em terras ribatejanas, na margem direita do estuário do rio Tejo entre Alverca do Ribatejo e a Póvoa de Santa Íria e vice-versa.
Após a foto de grupo para a posteridade e antes do início da caminhada, o nosso amigo Caminhadeiro Carlos Evangelista, mais uma vez nos surpreendeu, desta feita, com a oferta de um brinde mistério a cada um dos presentes, um magnífico pin com a figura estilizada do nosso Santo Padroeiro S. Pedro, o qual também nos brindou, com um lindo dia para a prática caminhadeira.
Com algum frio, próprio da época, mas aquecidos com um Sol maravilhoso cumpriram os Caminhadeiros a 1ª etapa da jornada.
Durante o percurso com uma extensão de aproximadamente 6,5 Km., pudemos observar que uma grande parte do mesmo, foi outrora local de grande actividade salineira e a restante, ainda com actividades piscatórias exercidas pela Comunidade Avieira local.
Seguiu-se o almoço de excelente qualidade e esmerado serviço, no restaurante “Os Magníficos”, na cidade de Alverca.
Durante o repasto e embora ausentes deste evento, foi recebida e agradecida uma calorosa mensagem de felicitações enviada pelas manas Fialho. É assim o espírito deste grupo Caminhadeiro.
Como programado, seguiu-se a parte cultural que constou de uma visita guiada ao Museu do Ar, pólo de Alverca, onde as velhas e gloriosas máquinas voadoras expostas, despertaram grande interesse por parte dos presentes.
Cumpriu-se a última etapa da nossa jornada, com o habitual chá de fim de dia no mesmo local onde nos foi servido o almoço.
Agradeço encarecidamente a todos os que participaram nesta jornada.
Completará certamente esta minha breve reportagem, todas as magníficas imagens captadas pelos nossos exímios repórteres fotográficos de serviço.

Agradecimentos:
Ao Sr. Manuel Andrade e respectivos colaboradores do restaurante “Os Magníficos” pelo seu esmerado serviço.
Aos Sargento-mor Sr. Pacheco e Cabo Adjunto Sr. Ricardo Caeiro pela atenção que nos foi dada durante a visita ao Museu do Ar de Alverca.
Saudações Caminhadeiras,

Miguel Cardoso

* Escrito de acordo com a antiga ortografia.

10 comentários:

Maria do Céu disse...

A caminhada pela zona da "salmolelas dos pulmões" foi excelente. Gostei de ver o parque à beira rio, todo o caminho, o repasto e lanche. O museu do ar, e também da guerra, é interessante.

Rogerio disse...

Parabéns Miguel por esta tua "magnifica" caminhada, gostei de tudo mas mesmo de tudo, até da disciplina militar do "nosso" Sargento .
Abraço
Roger

Raul Almeida disse...

Pelas fotos parece que tiveram um excelente dia. Estive quase a ir.
Parabéns à organização e um abraço para todos.

Kinita disse...

O Miguel mais uma vez nos brindou com uma excelente organização. Desta vez não foi no nosso Alentejo, mas na sua 2ª terra.
Obrigado também ao Carlos Evangelista, "o nosso amigo surpresa", que nos brindou desta vez com o nosso protector dos dias caminhadeiros.
Boa reportagem e boas fotografias com e sem legendas, para mais tarde recordar.
Achei falta de um repórter. Sabem de quem vos falo? Adivinhem agora quem será, mas acho que qualquer dia nem às caminhadas vai.
Beijos e abraços,
Kinita

mreis disse...

Bela caminhada mas o Miguel como é um rapaz modesto deixou-nos espaço na reportagem para uns apontamentos. Aqui vão alguns:

1º. ele não se queixou mas eu fiquei de lhe dar uma ajuda na organização. Pois nem uma coisinha assim de ajuda eu dei, foi tudo obra dele e ainda bem porque senão algo corria mal.
2º. então o museu só abre à 2ª feira e nós visitámo-lo à 4ª? mais uma 'habilidade' do Miguel
3º.O João Figueiredo levou laranjas. Nem um comentariozinho a dizer que eram doces? Pra proxima levo-as eu todas.
4º.E o Octávio sempre à frente? Parece que sem a Carmen fica mais leve...
5ª. e a Kinita, alguem a ouviu queixar-se dos pés? Pudera, tinha lá o André, esteve entretida.
6º. e o Gil que não foi caminhar? se não apresenta atestado médico tem que levar no toutiço, into é um grupo de caminhadeiros não de almoçadeiros.
7º. por falar em almoçar, perguntem ao casal Costa onde se almoço lá bem, eu fiquei com umas dicas para explorar.

E pronto, mais algumas bocas estão nas minhas fotos, agora tenho que ir almoçar...

mreis

mreis disse...

ainda mais uma de fazer pôr os cabelos em pé ao Gil: diz-se o hélice quando eu pensava que era a hélice. Isto ouvi eu do sargento Pacheco da Costa (ou de Castro). Para compensar, o Gilberto e o Vitor Gonçalves deixaram-nos muito bem vistos perante o nosso guia, porque sobre aviões e seus motores mostraram não ficar nada atrás de seu Bérnardjino.

Miguel Cardoso disse...

Boa noite Caminhadeiros,

são muito gratificantes os vossos comentários/apontamentos, que em minha opinião muito têm contribuído para manter e dar continuidade a este projecto de encontros quinzenais, de são convívio entre caminhadeiros, iniciado por volta de 2007 por meia dúzia de carolas (os históricos).
Aproveitando ainda algum espaço da minha reportagem, aqui deixo alguns aditamentos à mesma (comentários aos apontamentos do Manuel Reis):

-para preparação e realização da jornada em causa, o Manuel Reis também deu o seu modesto contributo.
Prova disso, o facto de a mesma não ter corrido mal (minha modesta opinião);
-foi lapso da minha parte e aqui me penitencio, por não ter referido na reportagem a amável oferta das doces laranjas distribuídas pelo Caminhadeiro João Figueiredo, aqui deixo agora os respectivos agradecimentos (mais vale tarde do que nunca);
-restantes apontamentos do comentário do Manuel Reis, não comento mas registei.

*escrito de acordo com antiga ortografia

S.C.,
M.C.

Carlos Evangelista disse...

A Kinita é que tem razão,

Carlos Evangelista disse...

A Kinita é que tem razão, os senadores da escrita estão fazendo ó, ó ou distraídos.

António Dores Alves disse...

Obrigado Miguel por mais uma caminhada muito bem sucedida.
Abraços