quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

7ª Caminhada Época 2009/2010 - Alcochete 02 de Dezembro





Data da Encontro: 02/12/2009
Local: Alcochete
Percurso: 12,200 Kms; 02:25 Horas

Caminhantes: A. Pires; Bernardino; Carlos Sales; Chico Pires; Dores Alves; F. Sousa; Gil Furtado; Luís Fernandes; Manuel Reis; Vítor Gonçalves.
Organizador: Fortunato de Sousa
Almoço: Restaurante: Cardoso (Tel. 212.319.239 / 912.330.778) Preço: € 25,00
Próxima Caminhada: 16/12/2009 (Organiza: Chico Pires)
Fundo de Reserva: € 496,00
Reportagem:
Dia chuvoso a amedrontar alguns Caminhadeiros menos preparados para as intempéries do Inverno que se aproxima. Desculpas houve muitas, umas mais fundamentadas, outras nem por isso. E ausências motivadas pela ‘Gripe-A’ nem uma, o que nos leva a duvidar, se esta pandemia não terá sido mesmo invenção de alguém só para ganhar dinheiro com as vacinas. (Será que eu já ouvi isto?). Já agora deixem-se só dizer, que um/a Caminhadeiro se dignou ir ao local da caminhada para confirmar ‘in loco’ se tinhamos tido coragem de enfrentar o mau tempo. Foi apanhado/a e agora que se desenrasque. Por nós está desculpado/a, mas não leva prenda de anos.
Os 10 aventureiros acima mencionados e devidamente equipados, deram início à caminhada de 12 Kms em plena ‘Reserva Natural do Estuário do Tejo’, tendo terminado a aventura fresquinhos como uma alface. De louvar o excelente trabalho desenvolvido pelo Vítor e pelo Bernardino, que abriram regos para escoamento de água acumulada na estrada de terra batida ao longo do percurso. Que o digam o António Pires e o Gil Furtado, que foram vítimas da falta de familiaridade com pisos pantanosos. O organizador da caminhada com a ajuda do Manuel Reis iam apanhando espargos silvestres, sob o olhar clínico e atento do biólogo Gil, enquanto o Chico Pires, como sempre, ia filmando o comportamento do pessoal.

Depois foi o almoço no Passil, e ‘Cardoso’ é o nome do restaurante que nos serviu umas entradas óptimas, peixe, carne, sobremesas e branco e tinto de boa qualidade. A tertúlia esteve animada durante o repasto, com o ‘teimosismo’ do Bernardino sempre em evidência. O Carlos Sales tem tomado lugar ao lado do ‘teimosista’, mas reza para que o Manuel Pedro já esteja presente no próximo almoço para lhe poder entregar o lugar. Caso contrário, terá que lhe mostrar o cartão amarelo ou até mesmo o vermelho.
À falta de componente cultural planeada para a tarde, respondeu o Sales com os seus vastos conhecimentos, conseguindo uma visita expontânea à ‘Academia do Sporting Clube de Portugal’. Os ‘lagartos’ não cabiam em si de orgulho e admiração pelo que os seus olhos estavam vendo, enquanto os ‘lampiões’ que os acompanhavam reconheciam no seu eterno rival qualidades que estavam longe de imaginar. O Bernardino deu mesmo a mão à palmatória, pois desde que entrou até que saíu da Academia não retirou a palma (da mão) do peito. Alguns diziam que era para cobrir o ‘badge’ com as insígnias do clube rival, enquanto outros defendiam uma versão mais credível, e que se prendia com a possibilidade do coração do Bernardino poder saltar do peito e ir-se alojar nas côres verdes sem ele se aperceber. Brincadeiras à parte, quer o grupo formalizar os agradecimentos ao caminhadeiro Sales assim como aos anfitriões Pedro Luz e Jorge Magalhães, que nos receberam com toda a galhardia e elevação cívica.
O Dores Alves e o Gil Furtado não poderam usufruir desta interessante visita por razões particuares e devidamente justificadas.
Acabamos o dia com o tradicional chá de fim de tarde, desta vez antecedido de umas enguias fritas à moda da Lançada e acompanhado pelas imagens em directo da vitória do Benfica na Bielorússia. Pelo menos neste dia, os elementos do grupo ‘Os Caminhadeiros’ adeptos dos 2 grandes clubes de Lisboa estavam felizes (até mesmo o 'teimosista' Bernardino !!!!!!!!!).

Saudações Caminhadeiras,

Fortunato de Sousa
PS: - Penso que já devem ter reparado, que na última reportagem foi introduzido um melhoramento gráfico, obra do Caminhadeiro Luís Fernandes e do seu GPS. Consta do mapa do percurso percorrido e das variações de altitude ao longo do mesmo. Aparece na linha do cabeçalho a seguir ao Percurso e é da responsabilidade do Luís a sua inserção.
Em nome do grupo os nossos parabens pelo excelente trabalho realizado.

4 comentários:

mreis disse...

Nesta 7ª caminhada para além da organização e reportagem impecáveis a cargo do nosso bastão de bronze dourado, não posso deixar passar em claro que os caminhadeiros estão a ficar cada vez mais bem equipados... para a chuva. Ele são capas, ele são ponchos de várias cores, mas o que mais salta à vista é o guarda-chuva tipo 'burberry' do A.Pires, que para condizer com o nome é mesmo 'piroso'. Ficamos ainda a saber mais uma qualidade dos famosos sapatos do Pires: para além de durarem, durarem, durarem, ainda servem para caminhar sobre as águas como os apóstolos no lago de tiberíades.
E parabéns aos lagartos pelo complexo de Alcochete. É caso para dizer: 'dá deus nozes a quem não dentes'.

manel reis

António Dores disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
António Dores disse...

Mais uma boa caminhada e a respectiva reportagem de alto gabarito. É só campeões.
Um abraço caminhadeiro.
António Dores Alves

Gil A F Furtado disse...

Bela caminhada, mesmo com uns salpicos de chuva. Bela reportagem escrita e belos álbuns fotográficos, o que não é de estranhar, dado o profissionalismo dos autores (só é pena não haver álbum do Armando Lourenço). Belíssimo almoço: os choquinhos fritos à algarvia e as bochechas de cerdo à alcochetense estavam de merecer parabéns - que aliás fiz chegar à cozinheira. É por estas e por outras que não gosto nada de faltar a estas actividades físicas quinzenais. Abraços.