domingo, 21 de maio de 2017

* * * * * * * * *17ª Caminhada da Época 2016 / 2017* * * * * * * * _______ Percurso - Olhar Sobre a Ribeira de Seda ________ * * * * * * * *Seda - Alter do Chão . Dia 17 de Maio* * * * * * * * *




Local: Seda, concelho de Alter do Chão
Percurso: 9 kms em 2 horas
Organizador: Miguel Cardoso
Caminhantes: (33) Acilina Couto; Ana Umbelino; Angelina Martins; António Clemente; António Dores Alves; Carlos Penedo; Carmen Firme; Cidália Marta; Estela Garcia; Fátima Libânio; Fortunato de Sousa; Gilberto Santos; Graça Sena; Kinita de Sousa; Lina Fernandes; Lúcio Libânio; Luís Fernandes; Luís Martins; Luísa Clemente; Luísa Gonçalves; Manuel Garcia; Manuel Pedro; Manuel Reis; Margarida Lopes; Maria da Luz Fialho; Maria do Céu; Maria do Céu Fialho; Octávio Firme; Odete Vicente; Rogério Matias; Rui Parada; Vítor Gonçalves e o organizador.
Não caminhantes: Belmira Coelho; Fernando Couto e casal convidado (Amália Baptista +    António Baptista).
Almoço: Restaurante “Hotel Restaurante Convento D’Alter”-Alter do Chão
Evento Cultural: Visita à Coudelaria de Alter do Chão
Chá de final de dia: Na Coudelaria de Alter do Chão e a cargo do “Hotel Restaurante Convento D’Alter”
Próxima caminhada: 31/05/2017 (Cármen Firme e Octávio Firme)
Reportagem:
Desta vez em terras Alentejanas e na freguesia de Seda, concelho de Alter do Chão, realizámos mais uma jornada caminhadeira.
A concentração teve lugar no largo em frente à Igreja Paroquial de Seda, local a partir do qual, pudemos desde logo, observar  vastas extensões de olival e vinha.
O percurso realizou-se nas margens da Ribeira de Seda, entre a povoação de Seda  e a Ponte Romana de “Vila Formosa”.
Dos vários pontos de interesse observados, destacamos a ponte Romana de “Vila Formosa”, classificada como monumento nacional desde 1910, construída nos finais do 1º século e que integrava a importante estrada romana que ligava Olísipo (Lisboa) a Emérida (Mérida).
Após uma pequena paragem na referida ponte para reagrupamento, para a foto de grupo e recuperação de energias, regressamos ao local de partida, cumprindo assim a 1ª parte da nossa jornada.
Salientar, o inestimável apoio que nos foi dado pelo Sr. Rui Parada (Director do Hotel Restaurante Convento D’Alter), novel caminhadeiro, que nos brindou com a sua presença durante a caminhada, distribuindo água a todos os presentes e que no final da mesma, nos brindou também a todos com um verde gelado de Amarante.
Seguiu-se o almoço no Hotel acima referido com os pratos tradicionais da região.
Como reconhecimento pelo bom acolhimento e esmerado serviço no Hotel Restaurante Convento D’Alter, foi oferecida na pessoa do seu Director, ao Sr. Rui Parada, pelo grupo “Os Caminhadeiros”, uma placa comemorativa do evento.
A parte cultural constou como previsto, de uma visita à Coudelaria Nacional de Alter do Chão, a qual foi fundada em 1748 pelo rei D. João V.
Através da guia Sra. D. Maria José, embora de um modo muito sintético, pudemos observar as várias fases da reprodução, criação e valorização do cavalo lusitano Alter Real.
Foi de facto um dos pontos altos da jornada, como ficou demonstrado pelo elevado interesse por parte dos presentes, nomeadamente no que respeita ao processo de obtenção do sémen a partir de reprodutores seleccionados de grande pureza de raça.
Cumpriu-se a última etapa da nossa jornada, com o habitual chá de final de dia na Coudelaria de Alter do Chão, onde nos foi servido pelo Sr. António Velez, produtor local (Fronteira), chá das mais variadas qualidades, bem como de tisanas e onde os presentes puderam adquirir produtos da “FRAGRÂNCIAS BIO”.
Agradeço encarecidamente a todos os participantes nesta jornada caminhadeira, e em especial ao Caminhadeiro-mor Fortunato de Sousa, pela preciosa ajuda dada no planeamento da mesma.
Certamente que todas as magníficas imagens obtidas pelos nossos repórteres fotográficos, completarão a minha resumida reportagem.

Estava previsto o nosso amigo e companheiro Caminhadeiro Virgílio Vargas participar no evento em questão. Por razões de saúde isso não foi possível. Desejos de uma célere recuperação.

Agradecimentos:
- Hotel Restaurante Convento D’Alter na pessoa do seu Director Sr. Rui Parada pelo esmerado serviço (Almoço+Chá), e não só.
- Coudelaria de Alter do Chão nas pessoas da Sra. D. Inês Correia e da guia Sra. D. Maria José.
- Ao casal (Amália Baptista+António Baptista), amigo do organizador, pela sua participação na jornada.
Saudações Caminhadeiras,

Miguel Cardoso

* Escrito de acordo com a antiga ortografia.

7 comentários:

M.Luz disse...

Muito obrigada por esta jornada!

Maria da Luz

mreis disse...

Dizia eu que Alter fica um bocado longe, mas venho aqui confessar que valeu a pena. Para além da bela jornada descrita na reportagem, o Miguel e o Fortunato arranjaram um programa para a véspera que incluiu, para além da dormida, jantar no hotel Convento d'Alter para uma data de caminhadeiros, antecedido de piscina e visita guiada ao edifício histórico do hotel. Se juntar a isso um belo almoço em Mora, p'ra mim foi como que uma extraordinária.
Parabéns alentejanos e obrigado!

António Dores Alves disse...

Obrigado amigos organizadores desta extraordinária mais curta, mas que deixou como recordação a alegria de dois dias maravilhosos.
Parabéns Miguel e Fortunato

Maria de Lurdes Barbosa disse...

Já que não pude estar presente nesta linda caminhada, deliciei-me com estas fotos espetaculares! Obrigada pela partilha! Beijinhos a todos.

LM disse...

Muito obrigada, Miguel, por mais uma óptima jornada Caminhadeira no nosso lindo Alentejo.
Desde o simpático hotel e seus colaboradores, à caminhada e suas belezas naturais, não esquecendo o convívio sempre animado e conversador, tudo, mesmo tudo foi de cinco estrelas. Podes continuar, por favor.
Bem-hajas.
Angelina

PS. Eu, LM, estou completamente de acordo com o que a Angelina disse.
Um abraço, Miguel

Maria do Céu disse...

Muito obrigada pela jornada. Bjs

DoCeu disse...

Obrigada ao organizador e seu ajudante, por este excelente programa!
Beijinhos