segunda-feira, 6 de julho de 2015

* * * * * * * Caminhada de Encerramento de Época * * * * * * * ___Castelo de Vide . Dias 26, 27 e 28 de Junho de 2015____


Álbuns de Fotos:
Dores Alves
Luis Martins
Ilda Poças
Gabriela Bentes
Lurdes Barbosa & Graça Raposo
Data do Encontro: 26, 27 e 28 de Junho de 2015
Local: Castelo de Vide – Caminhada de Encerramento de Época
Percurso: PR1 - 10, 000 kms - 03: 00 Horas
Caminhantes: (45) Amilcar Queiróz; Angelina Martins; António Pires; Carlos Evangelista; Carlos Penedo; Cidália Marta; Chico Pires; Cristina Archer; Estela Garcia; Fátima Libânio; Fortunato Sousa; Gabriela Bentes; Gilberto Santos; Gonçalo Garcia; Graça Raposo; Hélia Jorge; Irene Afonso; João Costa; João Figueiredo; José Clara; José Raposo; Lídia Albuquerque; Lina Fernandes; Lúcio Libânio; Luís Fernandes; Luís Martins; Luísa Gonçalves; Lurdes Barbosa; Lurdes Clara; Manuel Barbosa; Manuel Clemente; Manuel Garcia; Manuel Pedro; Maria do Céu; Nela Costa; Octávio Firme; Odete Vicente; Pedro Albuquerque; Rogério Matias; Rui Afonso; São Queiróz; Teresa Palma; Teresa Santos; Tomás Pessanha; Vitor Gonçalves;
Não Caminharam: (15) António Clemente; Carmen Firme; Dores Alves; Gil Furtado; Helena Meleiro; Ilda Poças; Juan Ambrósio; João Duarte; Luísa Clemente; Miguel Cardoso; Quinita Sousa; Samuel Coias; Teresa Alves; Tina Evangelista; Virgílio Vargas;
Organizadores: Fortunato de Sousa; Luís Fernandes; Octávio Firme; Vítor Gonçalves
Refeições: Jantar de Sexta-Feira: Hotel Casa do Parque (Tel. 245.901.250); Almoço de Sábado: Restaurante Dom Pedro V (Tel. 245.901.236); Jantar de Sábado: Hotel Sol e Serra (Tel. 245.900.000)
Próxima Caminhada: 09/09/2015
Reportagem:
Voltámos ao Alentejo para realizar o evento de final de época 2014 / 2015. Desta vez, por sugestão do Octávio Firme, foi a bonita vila de Castelo de Vide o local selecionado pelos organizadores. Dizem que foi D. Pedro V que a designou como “Sintra do Alentejo”, dadas as suas características românticas associadas a vegetação abundante, clima ameno e à proximidade da serra de São Mamede. Tudo isto foi confirmado pelos 60 participantes que ali se deslocaram, mas a grande diferença entre as duas Sintras, está na temperatura entre o meio dia até final da tarde. Não me parece que Sintra da Extremadura e perto do Oceano Atlântico, tenha alguma vez levado os termómetros a registar quarenta e tantos graus celsius em finais de Junho.
Porque o programa do evento teve início na Sexta-Feira dia 25, logo a seguir ao almoço começaram a chegar ao Hotel Sol e Serra os primeiros Caminhadeiros. E logo aqui o pessoal começou a sentir a ameaça da canícula do norte alentejano nesta época de Verão.
Ao final do dia apenas uma meia dúzia de participantes ainda não tinha chegado a Castelo de Vide, enquanto os outros que já por ali deambulavam, foram por à prova as qualidadess das tascas e cafés da vila, através da prova de saborosos caracois, tremoços e bifanas, sempre acompanhados pelas inseparáveis bejecas e taças de branco muito fresquinho.
Chegada a hora do jantar no hotel “Casa do Parque”, para ali nos dirijimos, apenas com a ausência da Cristina Archer, da Hélia e do Tomás em virtude de terem saído de Lisboa já muito tarde. O repasto foi bom e o ambiente ali vivido também muito agradável, como que a ensaiar o que seria o cenário do dia seguinte.
Sábado ainda madrugador e já com o pequeno almoço tomado, alinharam os participantes em frente ao hotel para registar a foto de grupo. Por razões de ordem diversa nem todos iniciaram a caminhada, e durante a primeira meia hora, o calor anunciado de véspera levou a que mais alguns tivessem renunciado à subida que nos levaria ao cimo da serra até à igreja da Penha.
O percurso denominado PR1 é mesmo muito bonito. Com uma distâcia de aproximadamente 10 kms, após a 1ª subida, todo o restante caminho tem um indíce de dificuldade médio baixo. A beleza da paisagem que durante o percurso se contempla é que é deveras maravilhoso, com vista alargada para a serra de São Mamede, Marvão, vizinha Espanha e muito, muito mais. As fotografias recolhidas pelos vários repórteres de imagem decerto confirmarão estas minhas palavras.
Terminada a caminhada perto do meio dia e já com o Sol a apertar, ainda houve tempo para uns mergulhos na piscina do hotel e umas bebidas frescas na esplanada. Os que decidiram ficar, esses gozavam o pratinho ao ver chegar os Caminhadeiros aventureiros todos encharcados em suor.
Seguiu-se o almoço no restaurante Dom Pedro V. Escolha acertada do organizador Vítor Gonçalves,
pois tanto a sala situada na cave, como a qualidade da ementa escolhida, estiveram muito acima do normal.
A agenda da tarde era muito apertada para o tempo que sobrava. Havia no entanto que dar resposta ao planeado. Primeiro, a visita guiada ao centro histórico da vila, agendada para as 5 horas assustava os interessados pela elevada temperatura que os termómetros marcavam. No entanto, o Fernando Dias Costa que nos acompanhou desde o almoço, avisou o grupo que havia uma grande vantagem em aproveitar esta oportunidade. O guia da mesma visita iria ser o Sr. Carolino Tapadejo, ex presidente da Câmara e o homem mais bem preparado da terra para esta função. Isto levou a que um grupo bastante grande tivesse recebido informação histórica importante e detalhada do Sr. Carolino.
Como reconhecimento pelo contributo do historiador, foi-lhe entregue pelo Caminhadeiro Mor Vítor Gonçalves um troféu dos caminhadeiros.
Outro grupo ficou no hotel a preparar a sessão formal de encerramento de época agendada para as 7 da tarde e, outro ainda, optou por ficar a ver o jogo de futebol Portugal – Alemanha em que os sub 21 portugueses aplicaram chapa 5 aos rapazes da Sra Merkel.
Seguiu-se a sessão de encerramento um pouco depois da hora marcada, com o Caminhadeiro Mor Fortunato de Sousa no uso da palavra, agradecendo a presença de todos e lamentando a ausência dos que gostariam de estar presentes, mas que pelos mais variados motivos não o puderam fazer. Apresentações em “movie maker” da autoria do Luís Fernandes e da dupla Rogério / Libânio, e outra em “power point” do Luís Martins encantaram a plateia. Um importante momento de poesia, com o Caminhadeiro Octávio Firme a declamar 2 poemas de Federico Garcia Lorca emocionaram os presentes. Os Diplomas e Bastões de Bronze e de Prata, assim como os troféus dos 1.000 kms Caminhadeiros e outros de mérito foram entregues aos laureados pelos Caminhadeiros Mores. Polos com um novo visual para os Caminhadeiros que reuniam os requisitos para os receber, foram também entregues. Uma mochila com o “Manual do Caminhadeiro” e um "PIN" com a representação de todas as caminhadas da época foi distribuído a todos os presentes.
De realçar, que também uma prenda simbólica foi entregue à Teresa Alves, esposa do António Dores Alves, pela sua insistente generosidade, ao oferecerem outro quadro da autoria do António para a causa “Caminhadeiro Solidário”. Mais uma vez o valor da recolha da venda das rifas reverteu para o fundo cujo destino será decido pela comissão vigente. Um agradecimento também à Lina, à Luísa e à Quinita pelo seu contributo na venda das rifas.
O Caminhadeiro Mor Vítor Gonçalves usou da palavra para encerramento da sessão, ficando o cantar do Hino dos Caminhadeiros adiado para a próxima época.
O jantar de encerramento de época teve lugar no restaurante do hotel Sol e Serra pelas 9 horas da noite. Também aqui a qualidade da confecção das iguarias e do serviço prestado esteve de acordo com as expectativas.
No intervalo entre as entradas e os pratos nobres do jantar, foi sorteado o quadro que a Teresa e o António ofereceram, sendo a Ilda Poças a feliz contemplada.
Outra surpresa ainda nos esperava, com uma interpretação das nossas estimadas Caminhadeiras. Uma peça tipo jogral denominada “A Amizade”, entoada à vez por grupos femininos distribuídos pelas várias mesas. Uma iniciativa de louvar, que demonstra bem o espírito de grupo que nos une.
No Domingo de manhã e após o pequeno almoço servido no hotel, fomos debandando em grupo, cada um para seu lado e dissemos adeus até à próxima época.
Um agradecimento especial para a Graça para o Zé e para o Samuel que pela 1ª vez se juntaram ao grupo.
Outro agradecimento para o Fernando Dias Costa pelo seu contributo na logística do evento.
Uma palavra final para todos os que durante a época 2014 / 2015 participaram e colaboraram construtivamente para manter o grupo activo e com saúde Caminhadeira.
Saudações Caminhadeiras em passada atrasada mas sempre presente,
Fortunato de Sousa

P.S. – Para memória futura aqui fica o registo dos prémios entregues nesta sessão de encerramento:

Bastão de Bronze: Antonieta Faria; Fátima Libânio; Gabriela Bentes; Lúcio Libânio; Margarida Serôdio; Miguel Cardoso.

Bastão de Prata: Angelina Martins; Carmen Firme; João Costa; João Duarte; João Figueiredo; Lina Fernandes; Luís Martins; Manuel Flôxo; Manuel Garcia; Octávio Firme; Rogério Matias; Teresa Palma Duarte.

Troféu 1.000 Kms Caminhadeiros: Carlos Penedo; Dores Alves; Gil Furtado; Odete Vicente.

Troféu Inovação e Criatividade: António Palma.

Troféu Caminhadeiro Júnior: Gonçalo Garcia

Troféu Caminhadeiro +++: Luís Martins; Miguel Cardoso; Rogério Matias.

Caminhadeiro Solidário: Fotografia com Moldura entregue à Teresa e António Dores Alves.



5 comentários:

António Dores Alves disse...

Para os Caminhadeiros Mor e para quem com eles colaborou para levar a bom porto esta caminhada de encerramento de atividades, os meus sinceros agradecimentos. Não é demais salientar todo o trabalho e dedicação visível ou não, com que eles se empenharam.

Boas férias para todos e auspícios de sucesso para a nova época.
Abraços

LM disse...

Antes de mais queremos agradecer aos caros Mores +1 (pelo menos) todo o trabalho e empenho que puseram na organização desta última Caminhada de 2014/2015. Por toda a experiência e observação que fomos adquirindo ao longo destes anos de Caminhadeiros sabemos que é muito trabalhoso e preocupante organizar uma Caminhada normal; o que não terá sido a desta? Era o percurso… era a estadia… eram as refeições… era a sessão final… era o pagamento aqui e além disto e daquilo… enfim, foi com toda a certeza um trabalho de muito suor e preocupação. Por tudo isto um grande abraço e um Muito Obrigado a todos.
Em segundo lugar também queremos agradecer a todos os organizadores, directos e indirectos, das Caminhadas deste período que agora se encerra e que foi tão curto, passando tão depressa. Como de costume nada impediu que os Caminhadeiros fizessem as suas Caminhadas, a não ser por alguma razão pontual. E queremos também reconhecer e agradecer toda a interajuda e confiança que se encontram no meio dos elementos do grupo e que vão consolidando toda uma amizade que se torna cada vez mais profunda. Ao fim de alguns anos neste amigável e enriquecedor convívio até parece que a organização de cada caminhada é como se de um passeio num belo jardim se tornasse: tudo parece ser tão fácil, correndo sobre rodas, sem um seixo que emperre o rolar dessas rodas. Mas nem sempre foi assim.
Gratos por tudo isto aqui ficamos já com ‘saudades’ da próxima.
Abraços e beijos,
Angelina e LM

Miguel Cardoso disse...



Embora a minha presença na jornada de encerramento da presente época tenha sido parcial, foi suficiente, para poder constatar todo o trabalho que o quarteto organizador, colaboradores e participantes tiveram, para que o evento em causa se realizasse em boa harmonia e verdadeira amizade Caminhadeira.
De referir, que a participação média por jornada durante a presente época, foi de aproximadamente 40 presenças, facto que creio, deve também ter contribuído para dar um maior ânimo ao grupo organizador.
Estão todos(as)de parabéns.
Bem hajam!
Foi uma escolha acertada para encerramento da época, a bonita vila de Castelo de Vide, terra com um passado histórico muito rico, como nos foi muito bem explicado durante o evento cultural, pelo muito bem documentado Sr. Carolino Tapadejo.
Desejos para que a próxima época seja tão boa como a passada, ou ainda melhor.

Boa férias para todos(as).

*escrito de acordo com antiga ortografia

Saudações Caminhadeiras
Miguel Cardoso

M Gabriela Bentes disse...

Estes meus queridos amigos de há tantos anos, gente tão sã, só podiam ter criado um grupo fantástico como este.
Os que são amigos mais recentes não tenham ciumes .... se não fossem não estariam aqui!
Foi uma época muito bem passada, em passada caminhadeira que até me deu direito a um Bastão de Bronze, imaginem .... (que orgulho)
Parabéns por todo o vosso trabalho (que é imenso) e mais uma vez foi um final de semana extraordinariamente bem passado. Organização *****
Um beijinho a todos com votos de optimas férias
Gabriela

Maria de Lurdes Barbosa disse...


Aos Organizadores, queremos Agradecer
O Empenho e Dedicação
Por nada nos faltar
Em nenhuma ocasião!

Com estes Caminhadeiros
Estamos sempre em boa companhia
Caminhamos Portugal de lés-a-lés
Com Saúde e Alegria!

Obrigado queridos Amigos
Por convosco caminhar
Ficam grandes recordações
Que só nos apetece voltar!

Beijinhos e Abraços,
Lurdes, Graça, Zé e Barbosa